Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Manaus

Mentor de assalto a universidade se entrega à polícia

Em depoimento, Danilo disse que é usuário de drogas e que durante a fuga passou pelos municípios de Careiro e Autazes



1.jpg Danilo afirmou ainda que a pistola 380 utilizada no crime foi adquirida na Casa do Albergado e que jogou a arma dentro do rio Amazonas durante a fuga de barco
09/05/2013 às 12:14

O quarto integrante da quadrilha que assaltou o setor financeiro da Universidade Nilton Lins, no último dia 29 de abril, se entregou à polícia nessa quarta-feira (8). Daniel Queiroz Moraes, 22, depois de negociações com a polícia, foi até o 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e confessou ser o mentor do crime. 

Segundo a delegada titular Hosana de Andrade, o suspeito é aluno da instituição e cursava Administração. Ele revelou durante depoimento que teria tentado roubar o mesmo setor há um mês, mas a ação foi frustrada. No mesmo dia do assalto, Danilo esteve na universidade para efetuar o pagamento da mensalidade onde se informou sobre a movimentação financeira do setor. 

O circuito interno de segurança da instituição registrou imagens da ação da quadrilha. Aproximadamente R$ 43 mil em espécie foram levados do local. Para abordar as vítimas, os envolvidos utilizaram uma pistola 380 e uma arma de brinquedo. 

Fuga

Antes do crime, Danilo estava cumprindo pena pelo crime de roubo no regime semiaberto da Casa do Albergado, localizado no bairro da Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus. Ele ainda deu entrada na unidade no dia do assalto, usando como álibi para não ser identificado. Após ter sua imagem divulgada pela imprensa do local, ele não retornou ao local.

Em depoimento, Danilo disse que é usuário de drogas e que durante a fuga passou pelos municípios de Careiro e Autazes. A pena em regime aberto de Danilo iria expirar no próximo mês de junho. A polícia pediu a regressão de pena para o regime fechado e ele ainda vai responder pelo assalto a universidade.

Danilo afirmou ainda, que a pistola 380 utilizada no crime foi adquirida por ele na Casa do Albergado e que a jogou dentro do rio Amazonas durante a fuga de barco, nas proximidades do município do Careiro, quando a Capitania dos Portos fiscalizava a embarcação.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito informou que toda a quantia roubada foi dividida igualmente entre os quatro envolvidos, cerca de R$ 11 mil para cada um. Ele teria utilizado a parte dele para pagar dívidas com traficantes de drogas, custear refeições em restaurantes caros e frequentar casas de show na cidade. Cerca de R$ 4 mil foram recuperados pela Polícia Civil e devolvidos à instituição de ensino.

 Presos

Os primeiros a serem presos foram Bruno Kênio Teixeira Lobo, 23, e Alan Baraúna Ferreira, 22, na madrugada do último sábado (3), quando retornava do município de Itacoatiara (localizado a 176 quilômetros de Manaus). 

Bruno e Alan fizeram uma ‘farra’ com a parte do dinheiro ficaram do assalto no interior do Estado. Os suspeitos alugaram uma lancha particular com o condutor, no valor de R$5 mil e 'curtiram' o êxito do crime. A polícia conseguiu prendê-los. Com eles foram encontrados vídeos e fotos nos quais aparecem comemorando com o dinheiro.

Pablo Alberto Nascimento Vasconcelos também se entregou à polícia no fim da tarde de terça-feira (7). Ele deu apoio à ação sendo motorista da quadrilha e disse ter recebido apenas R$1.500 para participar do crime.

Autuação

Alan, Bruno, Danilo e Pablo foram indiciados por roubo majorado (Art. 157 do Código Penal Brasileiro), porte ilegal de arma de fogo (Art. 14 da Lei 10.826/03) e formação de quadrilha (Art. 288 do CPB). Eles foram levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.