Sábado, 29 de Fevereiro de 2020
FORA DE VALIDADE

Procon interdita mercadinho com 700 kg de alimentos vencidos na Zona Leste de Manaus

Carne congelada, charque e mortadela estavam entre os materiais que eram comercializados normalmente aos clientes



WhatsApp_Image_2018-12-07_at_12.30.57_AA4C4496-B840-4367-B2C7-B6B62C200C48.jpeg Foto: Jander Robson
07/12/2018 às 14:50

Um mercadinho localizado no bairro São José 3, Zona Leste de Manaus foi interditado por irregularidades na manhã desta sexta-feira (7). No local, foram apreendidos mais de 700 kg de alimentos como carne congelada, frango, charque e mortadela com o prazo de validade vencido.

A ação conjunta do Procon com a Delegacia do Consumidor, Vigilância Sanitária, o Ministério Público e o Inmetro-AM ocorreu após o órgão receber denúncias.



“Encontramos carne com aspecto repugnante, em processo de deteriorização, armazenadas com produtos que iam ser consumidos, e a partir desse momento foram contaminados e se tornaram impróprios também”, explica o fiscal de Saúde e médico veterinário, Ricardo Celestino.


Fiscalização no mercadinho durante a manhã desta sexta-feira (7). Foto: Jander Robson

Os produtos eram comercializados normalmente para os clientes, que não suspeitavam de nada, como uma dona de casa que preferiu não se identificar, mas relatou o espanto.

“Não tenho nem o que dizer diante de uma situação dessas. Eu sempre compro carne aqui, mas nunca imaginei esse absurdo. Me sinto mal com isso. Eu e minha família colocamos a saúde em risco. Não vou mais continuar comprando aqui”, revela.

Riscos

Alimentos fora do prazo de validade que são comercializados oferecem riscos de saúde pública, por causa da possibilidade de doenças e contaminação após serem consumidos. Segundo o coordenador de Fiscalização do Procon, Pedro Malta, é importante que a população contribua realizando denúncias.

“É importante que em casos como esse, a população denuncie, para que possamos inibir esse tipo de prática. Encontramos muito produtos vencidos e com embalagem exposta. Tudo será descartado à lixeira pública”, diz.

O proprietário do estabelecimento foi conduzido à Delegacia do Consumidor, onde irá prestar esclarecimentos sobre a situação. Ele será intimado a apresentar defesa e pagará multa (valor ainda a ser contabilizado) diante das irregularidades.

Denúncias ao Procon podem ser feitas por meio do telefone 0800 092 1512 ou no e-mail fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.