Manaus

Mesmo condenado por homicídio, Mitouso é liberado pelo TRE

Mitouso foi condenado em 22 de novembro de 2011 pelo assassinato do prefeito  Odair Carlos Geraldo, ocorrido em 1995

rosiene carvalho
14/09/2012 às 11:35.
Atualizado em 19/03/2022 às 13:32

(Prefeito Arnaldo Mitouso assumiu o comando da Prefeitura de Coari, no final de 2009, depois de vencer eleição suplementar)

O prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso (PMN), foi liberado, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para disputar a reeleição no município. O Ministério Público Eleitoral (MPE) tentou barrá-lo nas urnas por causa da condenação por homicídio imposta ao candidato, no ano passado, pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), também por unanimidade.

No julgamento dessa quinta-feira (13), o advogado de Mitouso Mitouso e ex-membro da corte do TRE-AM, Mário Augusto da Costa Marques, afirmou que o processo do homicídio foi embargado (recurso especial), o que deu à ação efeito suspensivo. Além disso, enquanto os embargos não forem julgados pelo TJ-AM, Mitouso não tem acesso a um outro tipo de recurso jurídico que possa suspender os efeitos da condenação por homicídio e torná-lo elegível, caso a mesma seja mantida.

(A íntegra deste conteúdo esta disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por