Publicidade
Manaus
Pesquisa ciclistas

Mil ciclistas em 12 horas

Número é de pesquisa feita pelo  Pedala Manaus na Avenida Brasil, uma das preferidas pelos 'pedaleiros' em Manaus 15/06/2013 às 17:11
Show 1
Segundo a pesquisa, a maior demanda por ciclovias está na Zona Centro-Sul, onde também está a maioria dos ciclistas
Florêncio Mesquita Manaus

Uma nova pesquisa realizada pelo grupo Pedala Manaus para saber a quantidade de ciclistas que passam pela rotas mais utilizadas por quem usa as bicicletas na cidade será entregue esta semana, para a Prefeitura de Manaus. O estudo foi realizado para confrontar os dados obtidos na pesquisa Origem-Destino, concluída em março deste ano, que coletou as informações sobre as vias que são utilizadas por ciclistas e que podem receber intervenções da prefeitura para construção de ciclovias e ciclofaixas.

O novo estudo foi feito com uma contagem manual dos ciclistas no último dia 5. Um grupo de voluntários foi dividido pela cidade quantificar o volume de ciclistas. As vias escolhidas foram as avenidas André Araújo e Brasil, principais caminhos informados na pesquisa Origem-Destino.

Em apenas 12 horas, mais de mil ciclistas passam pela avenida Brasil e 200 pela André Araújo. Para o coordenador do Pedala Manaus, Paulo Aguiar, os resultados foram surpreendentes. “Esperamos que o número alcançado fosse significativo, mas superou as expectativas”, disse.

O coordenador explicou que a pesquisa teve como base uma ação semelhante de contagem realizada em março, no bairro Copacabana, no Rio de Janeiro, e que foi coordenada pela organização não governamental (ONG) Transporte Ativo. Em Copacabana, por exemplo, onde existem 350 quilômetros de ciclovia e há cultura para o uso de bicicletas, foram contados 1,5 mil ciclistas em apenas em duas horas.

O resultado da contagem é fundamental, conforme Paulo, porque embasará as informações que prefeitura necessita para implementar políticas cicloviárias, bem como projetos de mobilidade para ciclistas na capital. A contagem também revelou que a maioria das pessoas que utiliza as duas vias é do sexo masculino e usa a bicicleta como meio de transporte para ir e voltar do trabalho. A entrega dos resultados ao Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) aconteceria na segunda, mas foi transferida para o decorrer da semana devido a uma alteração na agenda do instituto.

Apesar de ter o perfil, sexo dos ciclistas, rotas e horários e motivo dos que andam de bicicletas em Manaus, o Pedala Manaus chama atenção para o fato de que a maior parte dos usuários não usa equipamentos de segurança, principalmente capacete.  Para Aguiar, o uso do equipamento pode ser opcional para algumas pessoas, mas ainda é fundamental para proteção.

Zona Centro-Sul concentra mais bikes

A pesquisa Origem-Destino, que recebeu o complemento da contagem individual, revelou que a Zona Centro-Sul é a campeã em uso de bicicletas na capital. Ela aparece como um das principais zonas que devem receber intervenções da Prefeitura de Manaus, com a construção de ciclofaixas e ciclovias.

O estudo entregue pelo grupo Pedala Manaus ao Implurb tem o intuito de embasar as informações para a elaboração do plano de mobilidade cicloviária da cidade, com a construção dos primeiros 20 quilômetros de ciclovias, até dezembro deste ano.

Entre outros dados, a pesquisa mostrou que os bairros Aleixo, Parque 10 de Novembro e Chapada são os que mais concentram usuários de bicicletas. O destino mais procurado foi o Centro. Em contrapartida, a Zona Norte foi a que menos apresentou demanda por bicicleta, apesar de concentrar a maior população.

Publicidade
Publicidade