Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
posse

'Minha paixão é o jornalismo', diz Cristina Calderaro ao assumir presidência da RCC

A posse de Cristina Calderaro na presidência ocorre após o falecimento de Ritta de Araújo Calderaro, então presidente das empresas, mãe de Cristina e esposa do fundador da RCC e do Jornal A Crítica, Umberto Calderaro Filho. Agora presidente, Cristina passa a vice-presidência aos dois filhos, Dissica e Umberto Calderaro, já envolvidos na condução do grupo há décadas.



08/07/2016 às 18:23

Cristina Calderaro Corrêa assumiu a presidência da Rede Calderaro de Comunicação (RCC) durante solenidade ocorrida na sede do grupo empresarial, na tarde desta sexta-feira (8), em Manaus. A cerimônia de posse, repleta de emoção,  contou com a presença de familiares, autoridades e funcionários. A RCC é, hoje, o maior grupo de comunicação do Norte do País.

A posse de Cristina Calderaro na presidência ocorre após o falecimento de Ritta de Araújo Calderaro, então presidente das empresas, mãe de Cristina e esposa do fundador da RCC e do Jornal A Crítica, Umberto Calderaro Filho. Agora presidente, Cristina passa a vice-presidência aos dois filhos, Dissica e Umberto Calderaro, já envolvidos na condução do grupo há décadas.

“Estou num momento super difícil, cheio de saudades. Mas é nesse momento que quero reafirmar meu compromisso com essa casa, com o meu povo, com o jornalismo. A minha vida e a minha paixão é o jornalismo. Então contem comigo para o que der e vier, vamos continuar vestindo a camisa do Amazonas”, falou Cristina Calderaro, em discurso de posse, emocionada.

“Sou corajosa sim e vou continuar os ensinamentos da minha mãe e do meu pai. Estou aqui sendo a sucessora dos dois. É bíblico honrar pai e mãe e eu sempre fiz isso e sou abençoada por isso. Eu sei que fui preparada para isso. A minha vida é isso aqui. Então muito obrigada a todos”, encerrou Dona Cristina - como é chamada pelos funcionários. 

O filho dela e um dos vice-presidentes do RCC, Dissica Calderaro, falou antes da mãe, e prestou uma bela homenagem. “Eu disse a alguns amigos o quão foi fácil chegar ao nome unânime da única pessoa que foi preparada pelo nosso fundador, Umberto Calderaro, meu avô, para o cargo. A minha mãe é a mais Calderaro de todas. É uma pessoa simples, de uma humildade tremenda, amiga dos seus amigos, e que comanda nossa família de uma forma irretocável. Se somos algo, a gente deve ao amor de mãe dela, que cuidou e cuida hoje de nós. Você é uma mulher de fibra”, declarou, antes de exibir um vídeo em que o fundador Umberto Calderaro Filho disse que seria sua filha quem daria continuidade ao legado familiar.

A cerimônia contou, ainda, com a presença do Pastor Wellington, que leu o Salmo 193 em oração. Também fizeram parte da solenidade o marido de Cristina, Mário Júnior; as filhas Tatiana e Chris Calderaro; os netos; o governador do Amazonas José Melo; o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto; o recém-empossado presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, Flávio Pascarelli; e o representante da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, Antônio Silva.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.