Domingo, 26 de Maio de 2019
MÁS CONDIÇÕES

Ministério Público cobra desativação definitiva da Vidal Pessoa até abril

Membros do órgão fizeram visita ao local na manhã desta terça-feira e cobraram celeridade em reformas e desativação em no máximo três meses



WhatsApp_Image_2017-01-24_at_16.51.30.jpeg
Cadeia Raimundo Vidal Pessoa abriga 247 detentos (Foto: Divulgação / MP-AM)
24/01/2017 às 17:24

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) estipulou que o Governo do Estado desative, de maneira definitiva, até abril deste ano, a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa. Membros do órgão visitaram o local na manhã desta terça-feira e constataram as péssimas condições do presídio.

Os integrantes do Grupo de Enfrentamento da Crise no Sistema Prisional do Estado do MP-AM entraram no presídio logo após uma revista realizada por policiais militares do Choque e da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam).  A revista de hoje foi a primeira desde que o presídio foi reativado, há 22 dias.

Além de cobrar a desativação da unidade, o MP-AM também afirmou que vai cobrar celeridade na obra de reforma do pavilhão 4, trabalho urgente e permanente de limpeza dos raios e regularidade no abastecimento de água potável.

“As questões de saúde estão relativamente bem acompanhadas, mas a limpeza , a higienização, o acesso à água, alimentação com regularidade, isso tudo precisa ser efetivado de forma permanente, e que a sociedade tenha certeza de que o Estado está dando a resposta que ela precisa. O Ministério Público está monitorando e fiscalizando esse processo”, afirmou o Procurador de Justiça José Roque Nunes Marques.    

Já há uma campanha de alunos e funcionários do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) para a desativação da cadeia. Em entrevista à reportagem de A CRÍTICA na matéria que falava sobre a campanha do Ifam, o secretário de Administração Penitenciária, Cleitman Coelho, afirmou que até abril a cadeira seria desativada. “Acredito que no mês de abril, no máximo, com a entrega do novo presídio pelo governo do Estado”

De acordo com o MP-AM, há 247 presos no local, que foi reativado por conta das rebeliões que mataram 64 pessoas em três unidades de Manaus, incluindo a própria Vidal.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.