Publicidade
Manaus
Saúde

Ministério vai descentralizar o atendimento às pessoas vivendo com HIV/Aids no AM

Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV) e a ong internacional Aids Healthcare Foundation (AHF) vão realizar ações em três municípios amazonenses na próxima semana 16/09/2016 às 16:50 - Atualizado em 16/09/2016 às 18:09
Show arquivo ac
O objetivo da Interfam é aprimorar a resposta à situação epidemiológica das DST/aids e hepatites virais no Amazonas (Foto: Arquivo AC)
Antônio Paulo BRASÍLIA (DF)

As cidades de Manaus, Tabatinga e Benjamim Constant serão visitadas entre os dias 20 e 23 de setembro em nova etapa do acordo de Cooperação Interfederativa do Amazonas (Interfam), firmado entre o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV) e a Aids Healthcare Foundation (AHF). A cooperação foi estabelecida em 2014 entre o Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde do Estado e Secretarias de Saúde dos municípios de Manaus, Tabatinga, Benjamim Constant e Parintins.

O objetivo da Interfam é aprimorar a resposta à situação epidemiológica das DST/aids e hepatites virais no Amazonas. Segundo a diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, a médica sanitarista amazonense, Adele Benzaken, o foco está em ações de prevenção para populações vulneráveis, no aumento da capacidade e eficiência dos serviços de saúde, na expansão da oportunidade de acesso ao diagnóstico rápido e no aprimoramento da gestão.

O Amazonas aparece entre os estados com as maiores taxas de detecção do vírus HIV e mortalidade por aids em todo o País. Em abril de 2016, cerca de 475 mil pessoas estavam em terapia antirretroviral no Brasil (um aumento de 80% na comparação 2012­-2015). Apenas em 2015, quase 80 mil novos tratamentos foram iniciados.

Segundo o Boletim Epidemiológico 2015, o estado do Amazonas teve 1.517 casos de aids em 2014, com taxa de detecção de 39,2 (no Brasil essa taxa é de 19,7 e, na região Norte, de 25,7), a maior do país naquele ano. Em 2013, foi de 35,8. Em Manaus, entre 2012 e 2015, foram diagnosticados 5.200 casos de HIV/aids em adultos. Em 2015, a taxa de detecção na capital amazonense foi de 86,7. Manaus possui uma rede 98 unidades de saúde ofertando testes rápidos, com 430 profissionais de saúde capacitados para testagem e aconselhamento.

Ações da Interfam

Dentre as ações mais importantes da Interfam estão as capacitações dos profissionais de saúde e de jovens lideranças. Nesse contexto, destacam-se o início da implantação do Manejo Clínico pela Infecção do HIV na Atenção Básica em quatro unidades de saúde e o trabalho dos jovens nas escolas.  

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus, a Cooperação Interfederativa alcançou benefícios não apenas materiais (compras de equipamentos), mas também no apoio técnico, com capacitações, reuniões e troca de informações importantes no combate à epidemia. O projeto de descentralização do atendimento é a proposta mais trabalhosa, porém com perspectiva de resultados no longo prazo, gerando um salto na qualidade do atendimento às pessoas vivendo com HIV.

“A descentralização no atendimento e o cuidado compartilhado é uma preocupação conjunta do Ministério da Saúde, do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Saúde do Amazonas, das secretarias municipais de saúde das cidades envolvidas na Interfam e da AHF. Atualmente, está ocorrendo uma pesquisa de opinião sobre a qualidade do atendimento para pessoas vivendo com HIV/aids em Manaus e sua influência no tempo de início de tratamento e na adesão à terapia antirretroviral, a qual servirá de linha de base para a descentralização no atendimento às pessoas vivendo com HIV/aids”, explica a doutora Adele Benzaken.

Inicialmente, os trabalhos estarão voltados para a oferta do atendimento às pessoas vivendo com HIV/aids – que atualmente recebem atenção na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado – para que realizem seguimento nos SAE municipais e nas Unidades Básicas de Saúde, tudo dentro de um protocolo previamente estabelecido.

ONG internacional

A Aids Healthcare Foundation é uma entidade sem fins lucrativos com sede em Los Angeles (Estados Unidos) e que presta serviços de prevenção e testes de HIV e cuidados de saúde a pacientes infectados com o vírus. Segundo dados de setembro de 2016, a entidade atende pouco mais de 600 mil pessoas em 36 países de todo o mundo por meio de clínicas globais que oferecem testes de HIV, prevenção antirretroviral e serviços de tratamento para HIV/aids.

Agenda da equipe de Ministério da Saúde no Amazonas

  • 20 de setembro (terça-feira), às 14h30, será realizado um encontro entre os representantes da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT) e da AHF. Às 18h30, haverá visita às atividades de testagem da Rede Amizade.
  • 21 de setembro (quarta-feira), a partir das 8h, visitas à FMT, ao Serviço de Atendimento Especializado e às Unidades Básicas de Saúde de Manaus.
  • 22 de setembro (quinta-feira), a partir das 9h30, será visitado o Programa de Aids de Tabatinga. Às 17h, está programado um encontro com a ONG parceira. Às 18h, visita às atividades de testagem da ONG e, finalmente,
  • 23 de setembro (sexta-feira), visita ao Programa de Aids de Benjamim Constant. Em seguida, retorno a Manaus.

 

Publicidade
Publicidade