Publicidade
Manaus
DURANTE VISITA

Ministro divulga planos para impulsionar sistema educacional básico e superior do AM

Rossieli Soares participou da inauguração da Clínica-Escola do Curso Superior de Medicina Veterinária do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), no Campus Zona Leste 30/04/2018 às 18:14
Show rossieli
O ministro Rossieli Soares destacou que a nova clínica terá atendimento ambulatorial, inclusive com cirurgia, sendo estratégica para a formação dos profissionais do Amazonas. Foto: Rodrigo Fonseca/Ifam
Nelson Brilhante Manaus (AM)

Nascido no Sul, mas crescido na região Norte, o atual Ministro da Educação (MEC) e ex-secretário de Educação do Estado do Amazonas (Seduc), Rossieli Soares, tem muitos planos para impulsionar o sistema educacional básico e superior no Estado. Uma das melhores notícias dadas pelo ministro em sua visita a Manaus, nesta segunda-feira (30), foi a possibilidade de liberar aporte financeiro para a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em especial ao Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV).

“Lá, temos ambientes que ainda não estão funcionando. Nosso compromisso é deixar aquele hospital funcionando em sua totalidade até o final do ano”, prometeu.

Ainda sobre as universidades federais, o ministro descartou a ideia de que estariam sendo, propositalmente, “enfraquecidas” para dar espaço às instituições particulares. “Não é verdade. Temos um planejamento negociado e discutido com as próprias universidades federais, por meio da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil, que representa os reitores, para definir o custeio delas. Hoje, já estamos com mais da metade do custeio garantido”, ressaltou o ministro.

Educação básica

 “Meu carinho é pela educação básica que é de onde eu venho. Vamos dar de tudo para melhorar a infraestrutura das nossas escolas. Precisamos arrumar a casa para poder buscar recursos. Nada se pode fazer se as contas dos municípios não estiverem em dia”, complementou Soares.

Conforme ele, as prefeituras têm o Plano de Ações Articuladas (Parc) no  qual as administrações municipais podem colocar todo o planejamento direcionado para a educação. O termo tem que estar assinado pelo MEC e pelos prefeitos até o dia 5 de julho, prazo estipulado para que o governo federal libere verbas em ano eleitoral. “O prazo é muito curto. Por isso, é importante que os prefeitos, primeiro, arrumem a casa. Senão, não poderemos ajudar. Na segunda etapa, vamos definindo os principais projetos de cada município, de acordo com as carências”, alertou o ministro.

Cão-guia

Hoje Rosseli Soares participou da inauguração da Clínica-Escola do Curso Superior de Medicina Veterinária do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), no Campus Zona Leste, no bairro Gilberto Mestrinho. Este é o primeiro projeto governamental do tipo no Norte do Brasil.

Na Clínica-Escola, os cães serão adestrados para guiar pessoas que perderam a visão e formar treinadores/instrutores qualificados para o mercado de trabalho. “Nós conhecemos os desafios das pessoas que não enxergam. Assim, vamos ter um centro treinamento de preparação de cão-guias como esse em cada região do país”, ressaltou o ministro.

O local possui dez pavimentos com prédio administrativo, área de convivência, canil, posto de observação, área de treinamento, clínica veterinária, área de adoção, isolamento, maternidade e estacionamento.

Investimento

A construção da Clínica-Escola do Ifam foi concluída em junho do ano passado  e contou com o aporte de financeiro da ordem de mais de R$ 1,1 milhão. Desse montante, R$ 601.682,41  foram aplicados na estrutura física do novo complexo  e de R$ 553.368,44 foram utilizados para a aquisição de equipamentos e materiais permanentes para a instituição.

Publicidade
Publicidade