Publicidade
Manaus
PRAÇA DA MATRIZ

Missa campal marca reinauguração da Praça da Matriz no dia 15 de novembro

De acordo com a prefeitura, assim como a Matriz, outras praças que compõem o PAC Cidades Históricas, como a Tenreiro Aranha e Adalberto Vale, também devem ser entregues este ano 03/08/2017 às 11:32
Show l d
(Foto: Alex Pazuello / Semcom)
acritica.com Manaus (AM)

A praça 15 de Novembro, mais conhecida como praça da Matriz, será reinaugurada na data em que se comemora a Proclamação da República e que dá nome ao espaço, símbolo do resgate e valorização do Centro Histórico. De acordo com o prefeito Arthur Neto, as obras estão bem avançadas e respeitaram todas as recomendações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 

Arthur Neto explicou ainda, que assim como a Matriz, outras praças que compõem o PAC Cidades Históricas, como a Tenreiro Aranha e Adalberto Vale, também devem ser entregues este ano. Ele disse que a preocupação agora é a questão da segurança desses locais. “Estamos buscando parcerias para devolver esses espaços ao uso da população com a segurança necessária, garantindo ainda o zelo pelo patrimônio público”, afirmou.

Para a reinauguração da Matriz será realizada uma missa campal, que será presidida pelo Arcebispo de Manaus. “O nome matriz já diz: mãe, mãe da cidade. É o local onde Manaus começou. Todo esse processo de revitalização do Centro Histórico é muito importante e nos colocamos à disposição da prefeitura para somar nesse processo”, assegurou dom Sérgio Castriani.

Obras

Atualmente, as obras na praça 15 de Novembro se concentram na criação de novos passeios aos pedestres e jardins. Na próxima semana se inicia a colocação dos paralelepípedos na área do entorno do antigo aviaquário, onde foram encontradas pedras jacarés e lióz da criação original.

O local será isolado e servirá como uma espécie de sítio arqueológico, onde a população poderá observar os achados da história. Futuramente, uma nova obra de requalificação será realizada no aviaquário.

Toda área do Relógio Municipal já está, praticamente, concluída. E o monumento histórico terá seu maquinário renovado, além da revitalização interna, expondo o teto trabalhado em adornos, há muito tempo escondido e esquecido na história.

Publicidade
Publicidade