Publicidade
Manaus
Patrimônio Histórico

Movimento 'Salve a Velha Jaqueira' realiza missa em prol da revitalização de prédios

Após a missa, que será celebrada neste domingo (26), às 8h, na Igreja Nossa Senhora dos Remédios, haverá o 3º Café Sentimental da Jaqueira, na Praça dos Remédios 25/03/2017 às 11:55 - Atualizado em 25/03/2017 às 11:56
Show whatsapp image 2017 03 23 at 11.20.46
O evento é promovido pelo movimento “Salve a Velha Jaqueira”, criado em 2015 e que hoje congrega toda a comunidade jurídica (Foto: Aguilar Abecassis/Arquivo/AC)
Silane Souza Manaus (AM)

Uma missa em favor da revitalização do prédio da antiga Faculdade de Direito do Amazonas, a “Velha Jaqueira”, e do Largo dos Remédios, no Centro Histórico, será celebrada neste domingo (26), às 8h, na Igreja Nossa Senhora dos Remédios. Logo após a celebração, que será conduzida pelo padre Mauro Cleto, haverá o 3º Café Sentimental da Jaqueira, na Praça Torquato Tapajós, conhecida popularmente como Praça dos Remédios.

O evento é promovido pelo movimento “Salve a Velha Jaqueira”, criado em 2015 e que hoje congrega toda a comunidade jurídica. De acordo com o coordenador do projeto, Júlio Lopes, o mais recente avanço do grupo foi conseguir que os três candidatos à reitoria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), cuja eleição ocorreu até ontem, firmassem compromisso de restaurar o prédio que está desativado desde 2012.

Agora, o movimento também busca apoio para a revitalização do Largo dos Remédios, região em que a “Jaqueira” está localizada e que inclui a centenária Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, que também precisa ser restaurada. “É importante que todo aquele espaço, com sua praça, o comércio e o casario do entorno volte a ser um local aprazível, mais seguro e acolhedor para a população”, ressaltou Júlio Lopes.

O padre Mauro Cleto, pároco da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, disse que a missa e o café da manhã será um momento de celebração entre os convidados e demais participantes e também de conscientização sobre a importância da preservação dos prédios que são patrimônio histórico da cidade. “As pessoas têm que ter conhecimento e olhar com mais atenção para o patrimônio que temos”, afirmou.

Desde que assumiu como pároco, em fevereiro deste ano, o padre tenta conseguir patrocínio público e privado para que o projeto de restauro da Igreja Nossa Senhora dos Remédios possa ser executado. “Vou procurar autoridades, empresas, firmas, entre outros, para poder conseguir patrocínio. Queria que a paróquia já tivesse restaurada para as comemorações de 200 anos, em 2018”, revelou Cleto.

A Praça dos Remédios foi a única naquela área a ser revitalizada nos últimos anos. As obras de revitalização, recuperação e urbanização promovidas pelo Governo do Amazonas foram concluídas em 2014, e o novo espaço foi entregue em outubro do mesmo ano. Porém, a região continua concentrando grande presença de moradores de rua, o que de certa forma acaba afastando os frequentadores.

Livro vem aí

“Salve a Velha Jaqueira”, de acordo com o advogado Júlio Lopes, lançará, nos próximos meses, o livro “Jaqueira, Amor e Memória”, que conterá um breve histórico do prédio, artigos dos egressos e um quadro iconográfico sentimental e do próprio movimento.

Anseio por centro cultural

O movimento “Salve a Velha Jaqueira” luta para que o antigo prédio da Faculdade de Direito das Ufam – herdeira da Escola Universitária Livre de Manaus, a primeira universidade do Brasil, fundada em 1909 e, portanto, um símbolo da educação jurídica no Estado –, seja reformado e passe a funcionar como um centro cultural, abrigando, por exemplo, uma biblioteca, espaço para a realização de júris simulados, cursos de pós-graduação, ou outras atividades.

A Universidade Federal do Amazonas, até o fechamento desta edição, não havia se manifestado sobre o processo de restauração e destino do imóvel.

Publicidade
Publicidade