Publicidade
Manaus
IMPRESSÕES

‘Modelo de estado está em crise’, diz ex-ministro Cardozo durante evento em Manaus

O ex-ministro do governo Dilma está em Manaus participando de um evento sobre Direito Eleitoral 17/08/2018 às 20:21
Show ministro 77cc8fdf 1dd7 493e ba26 48fc4b0712ab
Foto: Divulgação
Rebeca Almeida Manaus (AM)

O advogado geral da união e ex-ministro da Justiça do governo Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, chamou atenção para a ameaça ao modelo político atual do Brasil durante evento, nesta sexta-feira (17), sobre Direito Eleitoral em Manaus. De acordo com Cardozo, a cerne dos problemas se encontra na ameaça ao princípio da tripartição dos poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário), uma situação mundial.

“Eu estou profundamente angustiado com o que vemos no Brasil, a crise com a qual nós passamos não é uma crise especificamente brasileira, é mundial, e eu diria também histórica”, afirmou Cardozo, durante o Encontro Amazonense de Direito Eleitoral.

O ex-ministro também enfatizou que todos os pilares do modelo de estado estão em crise, com destaque para o princípio da legalidade, democracia representativa e soberania nacional. Para Cardozo, os problemas se apresentam não apenas nas três grandes instâncias nacionais, mas também na radicalização pelo pensamento na sociedade sobre política.

“A opinião pública é importante, todavia há limites, o que assegura a paz social, a convivência e o respeito, pessoas não podem ser condenadas porque alguns querem que sejam condenadas por convicções e não por provas”.

Apesar das dificuldades, ele afirma que soluções podem ser viabilizadas futuramente. “No Brasil qual seria o caminho? Eu creio que o verdadeiro caminho que nós teríamos seria a reconciliação institucional no país, que nós voltássemos a conviver com quem não pensa como nós e pudéssemos resgatar a nossa institucionalidade de forma que um não impunha ao outro aquilo que efetivamente o direito não contempla”, disse afirmando que a solução passaria por um processo eleitoral absolutamente legitimado.

Além de Cardozo participam do evento o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux; o coordenador adjunto e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP) e do Instituto Paulista de Direito Eleitoral (IPADE), Fernando Neisser; ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Admar Gonzaga; e o diretor jurídico da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Manoel Carlos de Almeida Neto.

Publicidade
Publicidade