Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
INVESTIGAÇÃO

Morador ajudou na invasão de grupo armado a condomínio, diz polícia

Objetivo e grupo armado era executar a traficante Michele de Oliveira, considerada como uma das maiores lideranças da FDN e do tráfico no Monte Horebe. A filha de Michele e o seu segurança ficaram feridos



captura_de_tela_2020-01-07_as_20.53.46_0_DCCEA50D-B77C-429C-8A5B-0F9651368D34.jpg Foto: Divulgação
08/01/2020 às 20:18

A Polícia Civil instaurou inquérito policial para investigar e descobrir quem são os homens que, na noite de terça-feira (7), invadiram o condomínio Harmonia, na avenida Comendador José Cruz, Lago Azul, Zona Norte, com o objetivo de executar a traficante Michele Paes de Oliveira, considerada como uma das maiores lideranças da facção criminosa Família do Norte (FDN) e do trafico de droga da invasão Monte Horebe, também na Zona Norte.

“Nós ainda não temos certeza se esses homens são de uma facção rival, ou da mesma da qual ela faz parte”, disse o diretor do Departamento de Policia Metropolitana (DPM), delegado George Gomes. A ação foi considerada ousada e, de acordo com as investigações, teve a conivência de um morador do condomínio que facilitou a entrada dos suspeitos.



Na invasão, houve troca de tiros e o soldado de Michele que faz a segurança dela, Leandro Chistofer Ribeiro da Silva, 19, e a filha da traficante, de 11 anos de idade, foram feridos de raspão. Leandro e Michele foram presos em flagrante e no final da tarde da tarde desta quarta-feira (8), foram encaminhados para audiência de custódia.

Michele é moradora do apartamento 408, Torre 1, do condomínio Harmonia. Ela foi abordada pelos homens que foram para matá-la quando chegava a seu apartamento. Leandro, que estava armado com uma pistola calibre 9 milímetro, reagiu atirando contra os homens.

No apartamento dela, os policias apreenderam R$ 600 em espécie, quatro cadernetas com anotações do comércio de entorpecente e uma carta. Michele é ex-presidiária e mulher do traficante Geymison Marques de Oliveira, o “GG” (foto), soldado do traficante Marcelo Frederico Laborda Júnior, o “Marcelinho do Centro”, que é cunhado do narcotraficante José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, um dos fundadores da facção criminosa Família do Norte (FDN). O mesmo encontra-se preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 2.

De acordo com levantamento feito pela polícia, Michele e o marido são considerados de alta periculosidade, por darem ordens para a execução de rivais e de pessoas de dentro do grupo considerados como traidores.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.