Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
lixao.JPG
Foto: Jair Araújo
publicidade
publicidade

LIXEIRA VICIADA

Moradores da Zona Norte reclamam de 'lixão' formado em terreno da Prefeitura

Área próxima a um igarapé no bairro Tancredo Neves recebe caçambas de lixo durante a madrugada, segundo moradores. No Nossa Senhora de Fátima, população também reclama de entulho


02/06/2018 às 06:00

Um lixão a céu aberto e entulhos à beira de rua está comprometendo a saúde e a locomoção de moradores em dois bairros da Zona Norte de Manaus. Na travessa José Romão, localizada no bairro Tancredo Neves, a população reclama que está sendo obrigada a conviver com uma lixeira viciada que nem mais a limpeza pública dá conta. E na rua Galileia, no bairro Nossa Senhora de Fátima, dois entulhos atrapalham a passagem de pedestres e veículos.

Localizada próximo a um igarapé em um terreno baldio, onde há uma placa informando ser da prefeitura, a lixeira a céu aberto já tomou grandes proporções, segundo os moradores, sendo alimentada todas as madrugadas por caçambas carregadas de lixo. O gari Leandro Amorim, 32, disse que atua na limpeza da área, mas tem se tornado impossível manter o local limpo por conta do grande despejo que os caminhões fazem diariamente.

“A gente sempre limpa esse terreno, deixamos até bom para caminhar por aí, mas quando vemos no outro dia já está cheio de todo o tipo de rejeito. E a gente vê de noite e de madrugada que vêm caçambas que nem são daqui do bairro, vem de outras áreas para poluir o terreno, até caçamba da prefeitura vem aí e joga lixo”, detalhou Leandro.

Pelo fácil acesso, e também por estar quase na margem de um igarapé, a lixeira viciada também é aproveitada para desova de cães mortos e até de pessoas, como relata o mecânico Edson Trajano, 28. “Virou praticamente um local para desova de cães, às vezes ficam vários corpos amontoados. Quando vem a enxurrada que alaga o igarapé; dá pára ver tudo, já vimos até corpo de gente passando”, contou.

publicidade

Os moradores pedem que o poder público tome uma iniciativa sobre a infraestrutura do local, já que a limpeza pública diária não está mais solucionando o problema e pedem que seja feito um jardim ou ocupem a área do terreno com algum estabelecimento ou até mesmo asfaltar.

Entulhos na rua

Como se não bastassem os buracos, outro problema da limpeza pública que aborrece moradores da rua Galileia, no Nossa Senhora de Fátima, são dois entulhos que tomam metade da rua, obrigando carros e pessoas a desviar caminho, todos os dias. Restos de cimento, tijolo e outros rejeitos de construção estão no local há mais de um mês.

A reportagem do Portal A Crítca questionou a Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp) sobre a situação dos locais, mas não recebeu resposta até o fechamento desta edição.

publicidade
publicidade
Moradores de Suzano lembram um mês do massacre em escola de São Paulo
Após tragédias, moradores do Educandos fazem apelo por obras do Prosamim no bairro
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.