Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Paz no Santa Etelvina

Moradores de bairro da Zona Norte fazem caminhada pela paz

Alunos e professores de escola estadual se juntaram aos moradores numa caminhada em busca de tranquilidade



1.png Comunidade da escola está traumatizada com o tiroteio que vitimou jovem que acabara de fazer palestra sobre paz
17/05/2013 às 10:26

Alunos, professores e funcionários da escola estadual Arthur Virgílio Filho, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte, saíram às ruas na manhã de quinta-feira(16) em uma passeata pela melhoria na segurança pública da área. Os moradores também aderiram à mobilização. Eles reclamam das ocorrências de assaltos e do tráfico de drogas.

A mobilização também ocorreu em virtude de recente episódio de violência no bairro. No dia 8 de maio, uma perseguição entre policiais e assaltantes deixou os moradores assustados. Três pessoas foram baleadas, sendo dois assaltantes e a jovem Luciana Souza, 22, que tinha saído da escola estadual Arthur Virgílio Filho após fazer uma palestra sobre violência urbana para os alunos da unidade .

“Nós estamos revoltados. Não queremos o bairro Santa Etelvina do passado quando era o mais perigoso. Hoje nós estamos lutando pelo direito à paz. E por isso queremos mais policiamento”, disse o morador Rogério Fonteles, 32.

A mobilização foi organizada pelo vereador Professor Bibiano (PT) que também mora no bairro Santa Etelvina. De acordo com o vereador, um documento com assinaturas de outros moradores será encaminhado ao Governo do Estado relatando a situação do bairro.

“A jovem estava palestrando  na escola sobre a paz e quando ela saiu foi atingida com um tiro no braço. Logo que foi implantado o Ronda no Bairro percebemos que reduziu drasticamente a violência no Santa Etelvina. Passado um tempo da implantação a gente não percebe mais isso. São constantes assaltos. Vamos procurar o Governo do Estado mostrando um quadro do que estamos vivendo aqui para que as providências sejam tomadas”, declarou Bibiano.

Santa Etelvina é um bairro formado a partir de invasões de terra e, por muitos anos, foi considerado “área vermelha”, as mais violentas conforme estatísticas dos órgãos de segurança.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.