Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
PROTESTO

Moradores do Cidade de Deus plantam bananeiras para sinalizar buracos e protestar

Populares também reclamam que precisam se deslocar a pé por longas distâncias até as vias principais porque, em determinadas ruas, nem mesmo os ônibus do transporte coletivo entram



bike.JPG Moradores plantaram bananeiras no meio da rua para alertar aos motoristas e chamar a atenção da Prefeitura. Foto: Jair Araújo
01/02/2018 às 07:20

Não bastasse a violência, os moradores do bairro Cidade de Deus, na Zona Norte, estão vivendo um verdadeiro caos devido às péssimas condições das vias. Na rua Beija-Flor, moradores plantaram bananeiras nos buracos como forma de protesto e de alerta aos motoristas.

Além de terem suas casas alagadas a cada chuva, os moradores ainda têm que se deslocar a pé por longas distâncias até as vias principais porque, em determinadas ruas, nem mesmo os ônibus do transporte coletivo entram.

O laboratorista de barragem Lúcio Marcelo Bahia, 42, afirmou que o último recapeamento na região ocorreu em 2014. “Com esse lamaçal e sem ônibus, fica difícil. E olha que nós já estamos pagando IPTU, sem falar que aqui ao lado tem a reserva florestal Adolpho Duque recebendo turistas de todos os cantos”, lamenta Bahia.

Mãe de três filhos, que estudam em escolas distantes, Gemima Cruz Barros, moradora da rua Beija Flor e presidente da Liga Desportiva do bairro, afirma que é obrigada a colocar em risco as crianças ao transportas de motocicleta.

“A gente já pediu várias vezes ao superintendente da SMTU que liberasse pelo menos um ônibus executivo para cá, mas o pedido foi negado. Queremos ruas asfaltadas e transporte legalizado”, cobrou ela.

Morador do bairro há 25 anos, o aposentado Lázaro Guimarães Maia, 82, também sofre com as condições do local. “Eu nunca tinha visto uma situação igual a esta. Meu vizinho da frente nem lava mais o carro dele porque na saída da garagem tem essa grande poça de lama”, reclamou o aposentado.

“A situação é precária. A gente tem que passar todos os dias por aqui e além de sujar, vai danificando a suspensão do carro”, afirmou o militar José Ferreira, 45.

“Fica difícil, principalmente para perseguir meliantes”, afirmou o policial militar Auzicley dos Santos Brito, 30.

Problema repetido

O sofrimento dos moradores do Cidade de Deus se estende a outros bairros da Zona Norte. Na rua 83,  do Francisca Mendes 2, há um trecho em que os motoristas precisam ter muita habilidade para não ficarem atolados.

A buraqueira atrapalha até as vendas dos comerciantes. “Ninguém tem condições de parar aqui pra comprar. Uma rua de duas mãos, por onde passam várias linhas de ônibus, cheia de crateras, é difícil de imaginar”, desabafou a comerciante Elza Coutinho, 52.

Ruas serão atendidas ainda neste mês

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou, por meio de nota, que equipes trabalharam durante a semana passada nas ruas Amazonas e Nossa Senhora de Fátima. A secretaria afirmou que os trabalhos de recapeamento das ruas no bairro Cidade de Deus estão sendo realizados gradativamente e a previsão é que mais logradouros recebam serviços no decorrer do mês de fevereiro.

“Em pleno inverno amazônico, a Prefeitura de Manaus está executando um extenso pacote de obras de recapeamento asfáltico de 110 quilômetros, em toda a cidade, com 11 lotes de obras. De manhã, de tarde, ou de noite estamos trabalhando com o tapa-buraco, mas temos muito recapeamento a fazer”, disse o prefeito Arthur Neto por meio de sua assessoria.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.