Publicidade
Manaus
MAUAZINHO

Após rompimento de tubulação, moradores do Mauazinho temem que casas desabem

Tubulação de esgoto rompeu no ano passado e com o deságue da água do esgoto e da chuva o problema se agrava no bairro da Zona Leste de Manaus 19/09/2018 às 22:04 - Atualizado em 20/09/2018 às 08:45
Show denuncia mauazinho 10a05a39 ba34 47d3 8bbb 9bbfbe078889
Foto: Euzivaldo Queiroz
Karol Rocha Manaus (AM)

Moradores da rua São Francisco, no bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus, temem que casas próximas a uma encosta comecem a desabar por causa do rompimento de uma tubulação de esgoto em meio ao barranco. O rompimento ocorreu no ano passado e com o deságue da água do esgoto e da chuva o problema se agrava. O temor dos moradores é de que a qualquer momento o barranco possa ceder ainda mais e levar casas abaixo.

“A situação existe há bastante tempo e o que acontece é que a prefeitura veio ano passado e retirou o esgoto que era três casas mais abaixo, isolou aquela parte e realocou três casas mais acima. O que acontece é que a tubulação rompeu e, como não houve manutenção, ela desbarrancou”, afirmou o líder comunitário Verilson Santos.

O problema alcança os fundos da casa da aposentada Raimunda Costa, de 70 anos, que mora no local com os filhos e um neto. Ela mostrou partes da casa com rachaduras, por conta do problema. “Nós já chamamos uma vez, olharam e ainda não fizeram nada. Infelizmente, não ligaram e o buraco está crescendo e crescendo. O período de chuvas está chegando, o que aumenta o perigo”, contou.

Sebastião Batista, de 61 anos, também mora na rua e reclamou sobre o esgoto e a situação do barranco. “É uma preocupação porque toda a água que desce do esgoto cai aí e vai cavando. Nós até já nos reunimos para conversar sobre o buraco e ver qual medida pode ser tomada. Quando chove é que cai mais esse barranco, o tucumãzeiro que tinha lá já caiu”, disse o morador.

Como representante do bairro, Verilson Santos fez ainda um pedido às autoridades para que acompanhem o problema na local. “Fazemos um apelo para que os órgãos responsáveis tomem uma providência, antes que algo mais grave aconteça. Aguardamos a Defesa Civil dar um parecer sobre o risco que é evidente”, comentou ele.

Em nota, a Defesa Civil de Manaus informou que a demanda foi encaminhada ao Departamento de Operações do órgão, que prometeu enviar, ainda esta semana, uma equipe para verificar a situação das residências.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que o caso foi encaminhado ao seu setor de topografia, que fará uma vistoria. A previsão da visita técnica é para a semana que vem.

Publicidade
Publicidade