Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Manaus

Moradores do Nova Cidade reclamam de falta de água há três dias

Os moradores declararam que estão comprando garrafões de água mineral para tomar banho, lavar as louças e demais atividades



1.jpg Uma família gasta em média quatro garrafões diários no valor de R$ 5 cada e mais R$ 1por entrega do garrafão, totalizando R$ 24 por dia
27/11/2013 às 14:06

Moradores do bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus, reclamam da falta de água que atinge o bairro e imediações desde o último domingo (24). De acordo com eles, o fornecimento está totalmente interrompido e quem tem condições financeiras está pagando garrafões de água mineral para conseguir tomar banho e realizar a limpeza doméstica.

Há três dias sem água na torneira, a jornalista Elaíze Farias, moradora do bairro, conta que o fornecimento começou a ficar irregular no domingo pela manhã e depois foi interrompido. "Já no sábado não havia pressão para que a água subisse na caixa d’água. A água veio muito fraca e não foi suficiente para encher as caixas. O problema está acontecendo no bairro todo", disse.

Ainda segundo Elaíze, o abastecimento de água no Nova Cidade é irregular desde que bairro foi criado. Lá se opera o sistema de manobra, onde uma bomba da principal caixa d’água é ligada duas vezes ao dia, uma vez no início da manhã e outra à tarde, para que os moradores encham as caixas d’água pessoais e tenham o líquido em suas residências. Contudo, esse sistema não tem funcionando nas últimas semanas.

Outros moradores, inclusive dos Conjuntos João Paulo e Oswaldo Frota, procuraram a redação de A Crítica pelas redes sociais e denunciaram o descaso. Segundo eles, as ligações das bombas têm ocorrido apenas pela manhã. Eles enfatizam ainda que a “chegada mensal da conta da água é o único serviço da concessionária que funciona normalmente”.

Os moradores declararam que estão comprando garrafões de água mineral para tomar banho, lavar as louças e demais atividades. Há famílias que chegam a gastar quatro garrafões diários no valor de R$ 5 cada e mais R$ 1 por entrega do garrafão, totalizando R$ 24 por dia, conta um morador.

Manaus Ambiental

A equipe de reportagem do acrítica.com entrou em contato com a assessoria de imprensa da Manaus Ambiental, que informou que o sistema de atendimento ao cliente não apresentou registro de nenhuma reclamação do Nova Cidade desde o último dia 23.

Ainda segundo eles, as áreas Nova Cidade e Osvaldo Frota estão em fase de normalização de abastecimento, por conta da manutenção realizada na terça-feira (26), pela Eletrobrás Amazonas Energia, na Subestação Elétrica da Ponta do Ismael. O prazo inicial para o restabelecimento total do serviço foi de 48 horas, ou seja, até às 15h do dia 28.11. Após esse prazo, será programada uma vistoria técnica nas ruas 35 e 38 e avenida Nepal, para verificar o motivo do desabastecimento da área.

Os clientes que estão sem o abastecimento podem entrar em contato com a empresa pelo SAC: 08000 - 920 – 195 ou 3627-8360 e também pelo email faleconosco@manausambiental.com.br

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.