Segunda-feira, 15 de Julho de 2019
Manaus

Moradores esperam há mais de um ano pela conclusão da obra de uma escola em Manaus

Escola estadual em obra já tinha todo o telhado e material de acabamento no canteiro, mas foi abandonada e saqueada



1.jpg Com a paralisação das obras, o telhado e materiais de acabamento, como portas, janelas e vasos sanitários, foram roubados por aproveitadores do bairro
08/08/2013 às 07:35

Há mais de um ano os moradores do Conjunto Cidadão 10, Zona Norte, esperam a conclusão das obras de uma escola, que estava quase concluída. A empresa responsável abandonou o local e o material usado na construção foi furtado lentamente.

Na placa fixada dentro das dependências da escola, é possível identificar um prazo de 120 dias para a conclusão da obra, mas os moradores relatam que ela já se arrasta há mais de um ano.

Vizinha da futura escola, Maria Silva, 44, denuncia que não há movimento no local desde fevereiro, quando deveria estar pronta desde setembro do ano passado. “Eu não sei o que acontece, uma obra de quase R$ 4 milhões fica abandonada aqui, eu não faço ideia de quanto dinheiro é isso, mas sei que daria pra fazer muita coisa e não se perder assim com vários furtos”, desabafou a moradora.

No terreno da escola, existia muito material de construção: areia, seixo, vigas de ferro, vasos sanitários, fiações, tijolos entre outros materiais que foram furtados do local após a paralização das obras e a saída do vigia.

O tapeceiro Alberto Santos, 47, contou que o vigia, que não teve o nome revelado, não recebia há quatro meses e alimentava-se nas casas vizinhas à escola. “Ele passava o dia inteiro reparando os materiais, mas não recebia nem ticket alimentação, até que um dia ele foi embora e se aproveitaram do local para levarem os produtos”, relatou.

Seduc

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que a empresa Metro Construtora vencedora da licitação no valor de R$ 3,8 milhões, apresentou problemas e no mês passado a pasta teve que notificá-la.

Representantes de empresas terceirizadas estiveram no local colocando portões e implantando medidas para concluírem os 50% restantes da obra e evitar novos furtos. Eles preferiram não se identificar, mas disseram que o problema da obra é falta de repasse de recurso do Governo e da empresa que venceu a licitação. “Tenho conhecimento que pelo menos três empresas terceirizadas já abandonaram a obra por esse motivo”.

Jovem espera pela abertura
Um dos mais ansiosos para a conclusão da escola é Jhonatas Silva, 22, que está abrindo uma pizzaria na rua 6, ao lado dela. O jovem ainda não concluiu os estudos e relata que no bairro só existe uma escola que oferece o ensino fundamental e médio, mas é o Centro de Ensino de Tempo Integral Garcetilzo Silva (Ceti).

O sonho de se formar, se profissionalizar e se tornar independente financeiramente está a um passo da casa dele, tão próximo e cada vez mais adiado, com as obras constantemente interrompidas. “Eu moro com meus pais, e quero ajuda-los”, disse.

Há três anos Jhonatas trabalha em restaurantes e pretende se qualificar para abrir o próprio negócio. “A maioria dos cursos pedem o certificado de conclusão do ensino médio, e eu estou esperançoso de que essa escola vai ser concluída logo, para que eu possa estudar e trabalhar no mesmo bairro”, espera.

Na situação do jovem Jhonatas, estão muitos outros que sem opção, saem para estudar em outros bairros, esperando em média uma hora e meia nas paradas de ônibus.

Pontos Unidade segue o padrão estadual

A escola deve atender aproximadamente a 1,4 mil estudantes. Ela conta com 12 salas e mais dez dependências administrativas (secretaria, sala do gestor, sala dos professores, laboratório de ciências, laboratório de informática).

No terreno é possível visualizar que apenas as estruturas das salas estão prontas. Ainda faltam obras de remate, piso, forro, janela, portas e acabamentos.O responsável pela empresa terceirizada disse que estará no local durante um mês e que vai custear, alimentação, material e pagamento dos funcionários e se não houver o ressarcimento, ele interromperá

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.