Publicidade
Manaus
Manaus

Moradores ignoram fiscalizações e mantém irregularidades em condomínios de Manaus

Em dezembro de 2013, mais de 70 moradores foram notificados pelo Implurb em razão de mudanças nas garagens do conjunto Ayapuá, bairro Compensa, Zona Oeste 18/09/2014 às 08:45
Show 1
No conjunto Yael moradores foram notificados para retirar as garagens irregulares construídas sem autorização, padrão ou projeto arquitetônico regularizado
Jessica vasconcelos ---

O ordenamento dos conjuntos habitacionais onde os moradores modificaram o projeto original tem passado por constantes fiscalizações do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), mas nem isso faz com que diminua o número de irregularidades.

No conjunto Ayapuá, bairro Compensa, Zona Oeste, onde, desde o ano passado, o instituto faz intervenções para retirar as irregularidades, ainda é possível encontrar diversos problemas como toldos, varandas e garagens que não constam no projeto original dos apartamentos do residencial. Uma moradora do conjunto, que preferiu não se identificar, construiu uma garagem onde antes era o térreo do bloco, conta que o Implurb a notificou, mas que enquanto houver chance de recorrer vai fazer para que espaço não seja demolido. “Não tinha onde guardar meu carro e os assaltos aqui são comuns. Além disso, muitas pessoas que moram há muito mais tempo já tinham modificado a estrutura das áreas comuns do conjunto”, justificou a moradora.


Em dezembro de 2013, mais de 70 moradores foram notificados em razão de mudanças nas garagens do Ayapuá, avançando com construções de alvenaria e de gradil, coberturas, ou depois de terem transformado seus espaços em quitinetes e comércios.

Outro local que logo na entrada é possível ver a diferença entre os apartamentos originais e os modificados pelos moradores é o conjunto Yael, no bairro Parque da Laranjeiras, Zona Centro Sul. No local há residências que não lembram em nada o projeto original do conjunto com construções de segundo piso, varandas e ocupação de calçadas.

Nesses conjuntos os moradores dizem não ter recebido ainda nenhuma notificação para adequação.

Além do conjunto Ayapuá e Senador João Bosco, na Zona Centro Oeste que na terça-feira foi feito a retirada de gradis e demolições outros dois locais tem sido alvos de fiscalização do instituto. O conjunto Eldorado, na Zona Centro Sul e Yael, segundo o Implurb, serão os próximos a passar pelas intervenções.

Ainda segundo o instituto os moradores desses dois locais já começaram a ser notificados para que façam a demolição dos cômodos construídos irregularmente.

Publicidade
Publicidade