Publicidade
Manaus
Zona Oeste

Moradores protestam contra fechamento do SPA do São Raimundo, na Zona Oeste

Contrários à decisão do Estado, que anunciou reordenação do sistema de saúde, eles estão determinados a irem até a última instância para impedir o fechamento da unidade hospitalar 23/05/2016 às 18:07 - Atualizado em 23/05/2016 às 18:13
Kelly Melo Melo

Cerca de 200 moradores do bairro São Raimundo, na Zona Oeste de Manaus, iniciaram uma manifestação contra o fechamento do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) que atende o bairro, na tarde desta segunda-feira (23).

Contrários à decisão do Estado, que anunciou na última sexta-feira a reordenação do sistema de saúde, eles estão determinados a irem até a última instância para impedir o fechamento do SPA do São Raimundo. Após o ato, eles sairiam em passeata pelas ruas do bairro.

O líder comunitário do bairro, Biel Mendes, 29, disse que mais de dez bairros e comunidades ribeirinhas são atendidas pela unidade. Além disso, ele destacou que o bairro já possui unidades básicas de saúde e que a permanência de uma unidade que atenda casos de média complexidade é importante para a população. “Antes desse anúncio chegaram a surgir boatos, mas não acreditamos. Agora, fomos pegos de surpresa e não concordamos com o fechamento”, frisou.

O líder do bairro São Geraldo, Neilo Batista, 45, que também é advogado, disse que vão mobilizar as pessoas e que se for necessário vão recorrer à justiça. “Vamos a todas as instâncias. Na saúde não se pode mexer. Temos que melhorar o atendimento que é oferecido e essa é um dos melhores spas da cidade”, afirmou.

Mais de dez policiais da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) acompanharam o ato para manter a ordem e segurança dos manifestantes.

Publicidade
Publicidade