Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
INSEGURANÇA

Moradores sofrem com a falta de segurança no conjunto Morada do Sol, Zona Centro-Sul

Assaltos acontecem nas proximidades de onde deveria funcionar o 16º DIP, cuja obra não foi concluída



Capturar.JPG De acordo com a Polícia Civil, obra do 16º DIP, no conjunto Morada do Sol, não tem data para ser concluído (Foto: Antônio Lima)
10/08/2017 às 20:59

A onda de assaltos tem dominado o conjunto Morada do Sol, no Aleixo, Zona Centro-Sul. Quem mora ou trabalha no conjunto afirma que anda apavorado com tantos assaltos acontecendo em qualquer horário do dia ou da noite.  Segundo os moradores, as portas dos estabelecimentos têm que permanecer trancadas, além de contratar seguranças para tentar inibir os crimes. 

De acordo com eles, boa parte das ocorrências de roubos acontecem nas proximidades de onde deveria funcionar o 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na avenida Via Láctea. A obra foi iniciada, deveria ter sido entregue em 2012, mas a delegacia nunca foi inaugurada. 



Uma funcionária de uma escola particular que fica  ao lado do prédio abandonado, disse que durante esta semana, bandidos chegaram a roubar um veículo perto da delegacia. “Eles estão agindo sem medo algum. Chegam aqui na moral e fazem o que bem querem. A situação tem está bem crítica por aqui”, comentou ela, que preferiu não se identificar. 

A balconista, Rosália Souza, 57,  afirmou que  é comum ouvir relatos de assaltos todos os dias pela área. Segundo Rosália, os criminosos agem sempre da mesma forma: uma dupla em uma moto passa pelas ruas mais de uma vez, “escolhe” uma vítima e comete o assalto. “Eles levam tudo que estiver com a pessoa. Bolsa, celular e às vezes até as compras do supermercado. Ultimamente não estamos sendo assistidos pela polícia e por causa disso eles aproveitam a oportunidade e cometem os roubos”, disse ela. 

A balconista também contou que até os ônibus que circulam no conjunto, como é o caso da linha 605, também são alvos dos criminosos. Para Rosália, pelas características dos bandidos, são sempre as mesmas pessoas. “A população acredita que seja os mesmos sim. Eles estão de  moto  e andam fazendo a ‘limpa’ pelas ruas do conjunto”, disse. 

Mais assaltos

Conforme os moradores, só nesta semana pelo menos dois estabelecimentos do conjunto, a lanchonete Aladdin e uma panificadora, foram alvos de bandidos.  “Além de assaltar as pessoas que passam pelas ruas do conjunto, eles entram nos estabelecimentos e fazem um verdadeiro arrastão entre os clientes. Por conta disso, a maioria está adotando outros procedimentos de segurança, como contratando um profissional e também deixando as portas dos comércios trancadas”, explicou Rosália.

Para a balconista, a situação é mais delicada para quem fica nas paradas de ônibus, esperando pelo transporte coletivo. “Infelizmente, essas pessoas são os principais alvos porque estão mais vulneráveis”, lamentou ela. 

Sem previsão

A Polícia Civil do Amazonas informou que, como as obras do  16º Distrito Integrado de Polícia (DIP) não foram concluídas, o atendimento está sendo feito nas dependências do 22º DIP, no beco do Macedo, no Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul. A obra não tem previsão para ser finalizada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.