Publicidade
Manaus
EXPLOSÃO

Morre 2ª vítima da explosão com tanque de gás, ocorrida na comunidade Novo Reino

Wildevane de Souza Colares, 37, foi atendida inicialmente pelo Pronto Socorro Platão Araújo e, posteriormente, transferida para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde permanecia em tratamento intensivo 22/03/2016 às 14:54
Show hospital pronto socorro lucio zona leste acrima20120105 0131 15
Wildevane de Souza Colares, de 37 anos, faleceu por volta das 21h30 desta segunda-feira (21), no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto (Evandro Seixas)
ACRITICA.COM MANAUS

Wildevane de Souza Colares, de 37 anos, vítima da explosão do tanque de gás ocorrida no início deste mês, na entrada da empresa Lest Plast, da comunidade Novo Reino, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus, veio a óbito na noite desta segunda-feira (21) por volta das 21h30.

Com queimaduras em 60% da área corporal, Wildevane foi atendida inicialmente pelo Pronto Socorro Platão Araújo e, posteriormente, transferida para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde permanecia em tratamento intensivo.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) informou que nesta segunda-feira (21), a situação de Wildevane evoluiu com piora progressiva e apresentou quadro de parada cardiorrespiratória às 20h35. Foi reanimada por 60 minutos, sem sucesso. Óbito constatado às 21h35.

O corpo da vítima será conduzido ao município de Borba, onde serão realizados o velório e o enterro. Ela era casada e morava em Manaus há quatro anos.

A empresa AmazonGás, responsável pela condução do tanque de gás no momento do acidente, divulgou uma nota de pesar sobre o falecimento. Eles afirmam que há uma equipe multidisciplinar, formada por 45 profissionais, continua trabalhando em regime de plantão, para prestar todo tipo de apoio às vítimas e seus familiares. Dentre esses profissionais estão três psicólogos, um médico e uma enfermeira.

“A AmazonGás solidariza-se à família e amigos da Sra. Wildevane, lamentando profundamente o ocorrido, e com imensa tristeza e consternação presta suas sinceras condolências pela perda irreparável”, diz a nota.

Vítimas fatais

Três dias após o ocorrido, Flávia Costa Hoyos, 28, faleceu em decorrência das complicações causadas pela explosão. Ela estava internada no Pronto-Socorro Platão Araújo e, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), por volta das 16h10, não resistiu aos ferimentos decorrentes de ter cerca de 90% do corpo queimado.

Ao saber do falecimento da neta, a aposentada Umbilinda Simões Hoyos tinha, 85, teve um desmaio e faleceu na sexta-feira (11).

Outras vítimas

A Susam atualizou as informações sobre os pacientes atendidos na rede estadual de saúde:

No Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, permanecem internados: Luciane Auziel Pereira, 31 (em enfermaria, com boa evolução clínica), Darleno Duarte Pereira, 31 (em enfermaria, com boa evolução clínica). As vítimas Maria de Fátima Auziel Pereira, 45 e Tatiane Auziel Pereira, 21 receberam alta hospitalar na segunda-feira (21).

No Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste (Joãozinho), permanecem internados: Marta Auziel Pereira, 8, e Débora Auziel Pereira, 12, ambos em enfermaria (isolamento), com boa evolução clínica.

No Pronto-Socorro da Criança da Zona Sul permanecem internadas: Laís Mirela de Moraes, 3, e Lorelany Auziel Pereira, 3, ambas na UTI, em estado grave estável. Caio Pereira, 5, recebeu alta hospitalar na segunda-feira (21).

Publicidade
Publicidade