Publicidade
Manaus
Após 7 dias internada

Morre grávida envolvida em acidente entre motos após ficar 7 dias internada

Katilane Morais Vieira, 22, foi a óbito nesta manhã. Na semana passada, a jovem já havia perdido o bebê de cinco meses devido ao impacto da colisão 03/08/2016 às 11:20 - Atualizado em 03/08/2016 às 18:06
Show show show 13557826 744809625658727 9092926284073935903 n
Katilane estava internada em estado grave no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio desde o dia do acidente (Foto: Reprodução)
Vinicius Leal Manaus (AM)

Katilane Morais Vieira, 22, a grávida que perdeu o bebê de cinco meses após envolver-se em um acidente entre duas motos, há uma semana, em Manaus, faleceu no início da manhã desta quarta-feira (3), conforme familiares. “Foi hoje de manhã. Uma parada cardíaca”, disse Larissa Correa, amiga de Katilane e da família. A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) confirmou o óbito.

Katilane estava internada em estado grave no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio desde 28 de julho, quinta-feira passada, data do acidente. “A paciente deu entrada na unidade com quadro de traumatismo craniano e fratura no fêmur, passou por cirurgia e estava internada na UTI. Nesta manhã apresentou piora no quadro, teve parada cardíaca, foi reanimada, mas não resistiu”, disse a Susam, em nota.

A jovem era técnica de enfermagem e se acidentou quando ia de moto para o trabalho, por volta das 5h daquele dia. Katilane seguia no sentido Centro/bairro da av. Maceió, bairro N. S. das Graças, Zona Centro-Sul, quando outra moto que ia pelo sentido contrário ultrapassou o meio-feio, entrou na contramão e atingiu Katilane “em cheio”. Segundo a Polícia Militar, o motorista suspeito de causar o acidente estava alcoolizado e sob efeito de drogas.

Velório

A data e o horário do velório de Katilane ainda não foram confirmados pela família. Entretanto, segundo Larissa Correa, amiga da vítima, a técnica de enfermagem deve ser velada na sede do São Raimundo Esporte Clube, na rua Rio Branco, nº 55, bairro São Raimundo, Zona Oeste. “A mãe dele não deu horário porque está resolvendo algumas coisas, mas disse que vai ser hoje para amanhã”, disse Larissa.

Alcoolizado

Conforme a PM, os dois ocupantes da moto que acidentou Katilane estavam visivelmente embriagados e sob efeito de entorpecentes. Com eles, foram encontradas porções de cocaína e maconha. O condutor da motocicleta foi identificado como Hélio Veras Castro, 21, e o passageiro como Alex da Silva Cruz. Os dois teriam saído de uma festa. Ambos tiveram ferimentos e foram atendimentos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Confessou

O suspeito de causar o acidente, Hélio Veras Castro, foi indiciado em flagrante no 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP) por lesão corporal e também assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por posse de drogas para uso pessoal. Segundo a delegada Alynne Lima, titular do 16º DIP, Helio confessou em depoimento que causou o acidente e também confirmou uso de álcool e drogas. Submetido a um teste de alcoolemia, o nível de álcool no sangue de Hélio deu 0,25 miligramas, dentro do limite permitido, que é 0,33 miligramas.

Liberado

No mesmo dia, Hélio foi encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, mas logo ele foi liberado porque a juíza plantonista Andrea Jane Silva de Medeiros foi favorável ao alvará de soltura requerido pelos advogados do rapaz. A reportagem tentou contato com a juíza Andra Jane, mas não obteve sucesso.

Publicidade
Publicidade