Publicidade
Manaus
Manaus

Motorista de ônibus que atropelou ciclista vai responder por homicídio culposo

Inquérito, que afirma que Robert Oliveira não teve intenção de matar, será concluído na sexta-feira (12) pela Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito, que aguarda a conclusão do laudo pericial 08/06/2015 às 21:20
Show 1
Acidente aconteceu no dia 21 de maio quando o ciclista pedalava pela avenida Djalma Batista a caminho do trabalho
Isabelle Valois Manaus (AM)

Sobre o caso do acidente que ocasionou a morte do ciclista Antônio Simão de Lima, 61, no dia 21 do mês passado, na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul, o titular da Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito, Luíz Humberto Monteiro, informou que vai apresentar a conclusão do inquérito para a justiça na próxima sexta-feira (12). 

O delegado disse que o motorista do ônibus da linha 440, da empresa Lider, Robert de Oliveira Mota, 29, vai responder por homicídio culposo - quando não há a intenção de matar - e que aguarda a conclusão do laudo pericial para esta semana que vai apontar se Robert agiu com negligência ou imprudência.

Luíz Humberto Monteiro explicou que para a conclusão do inquérito foram ouvidos o motorista que conduzia o ônibus e as testemunhas que estavam presentes no dia do acidente que vitimou o ciclista.

Quanto a mudança do crime de homicídio culposo para homicídio doloso - quando há a intenção de matar - o titular da especializada informou que ficará a critério do Ministério Público se posicionar ao juiz.

Logo após o acidente, o motorista do ônibus foi afastado de suas funções. A informação foi repassada pelo próprio Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), após um dia do acidente.

O atropelamento foi registrado por câmeras de seguranças de lojas situadas nas proximidades do local.

O coletivo da linha 440, da empresa Líder, seguia sentido Centro, quando a vítima, que estava em uma bicicleta, foi atropelada. O ônibus estava em alta velocidade. Antônio caiu embaixo da roda traseira do veículo e morreu no local após ter sua cabeça esmagada. 

Mais cedo, testemunhas haviam informado que o ciclista perdera o equilíbrio, o que teria causado o acidente. 

Saiba mais: TCO

Sobre a carreta que tombou na manhã do dia  21 do mês passado, no Viaduto Antônio Simões, entre o cruzamento das Avenidas Umberto Calderaro e Ephigênio Sales, Zona Centro-Sul, o caso foi registrado no  23° Distrito Integrado de Polícia, ( DIP). De acordo com o Delegado titular, Mariolino Brito, o motorista que conduzia a carreta assinou o Termo Circunstanciado de Ocorrência  (TCO) de direção perigosa.


Publicidade
Publicidade