Publicidade
Manaus
Manaus

Motorista que atropelou triatleta na AM-070 vai responder por homicídio culposo

Segundo o delegado titular do 31º DIP, onde o motorista se apresentou, ele está agora analisando a situação econômica do motorista para poder arbitrar a fiança. Apesar do valor ainda não estar definido, é provável que ele responda em liberdade 31/01/2016 às 16:12
Show 1
Acidente fatal ocorreu no KM 19 da rodovia AM-070, que liga Manaus aos municípios de Iranduba e Manacapuru
acritica.com Manaus (AM)

O motorista da picape Nissan Frontier que causou o acidente que vitimou o triatleta Eldes Ayres de Oliveira Júnior, de 35 anos, na manhã deste domingo (31) na rodovia AM-070, vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ronaldo Rodrigues da Costa prestou depoimento no 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Iranduba, logo após o acidente, e foi considerado preso em flagrante.

Segundo o delegado titular do 31º DIP, Paulo Magviner, ele está agora analisando a situação econômica do motorista, que trabalha vendendo peixe, para poder arbitrar a fiança. Apesar do valor ainda não estar definido, é provável que seja estabelecido uma quantia com a qual Ronaldo possa arcar, respondendo assim em liberdade. Enquanto não paga a fiança, ele segue preso.

No momento do acidente, Eldes, atleta que há pouco tempo havia migrado para o triathlon, estava pedalando na companhia de mais sete amigos. Ele, porém, estava na liderança e afastado dos outros ciclistas. Foi quando a picape modelo Nissan Frontier, de cor branca e placas JXR-5647, conduzida por Ronaldo, o atingiu.

O atleta foi arrastado por alguns metros e morreu no local. Já o motorista perdeu o controle da picape e parou numa área verde, com a carroceria do veículo quebrada.

O velório de Eldes vai ser realizado na igreja Assembléia de Deus localizada na avenida alameda Cosme Ferreira, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus (na frente da empresa Júnior Material de Construção). O horário ainda não foi definido pois amigos e familiares a chegada dos pais de Eldes, que estão vindo do Paraná e chegam em Manaus por volta das 22h30 deste domingo. Ele também deixa dois filhos - um de 12 anos e outro de 5 anos -, a esposa e um casal de irmãos. 

Reações

Para o presidente da Federação Amazonense de Triathlon, Antônio Neto, cada treino representa um verdadeiro risco. "A gente já tem dificuldade por não termos um local apropriado para treinos, tem que se arriscar na estrada, mas não vejo uma fiscalização forte por parte dos órgãos competentes (na rodovia AM-070)", diz.

"É lamentáel, hoje perdemos um pai de família, que deixa dois filhos. Se não tomarem uma providência de efeito, vamos continuar vendo esses crimes. Quantos ainda precisam morrer?", indaga. Neto adianta que a Federação pretende acompanhar o cortejo amanhã até o cemitério Tarumã, onde ele vai ser sepultado.

Eles também estão se mobilizando para um protesto no próximo sábado (6) na Ponte Rio Negro, para alertar motoristas quanto ao perigo do trânsito da ponte em diante e cobrar das autoridades um controle maior sobre este tráfego.


Publicidade
Publicidade