Publicidade
Manaus
Assumiu o risco

Motorista de acidente na AM 010 vai responder por homicídio doloso

Segundo delegado, motorista “assumiu o risco do acidente” por ter cometido três graves infrações: dirigir sem CNH, com pneus carecas e em alta velocidade, com a lotação acima do permitido 17/10/2016 às 17:53 - Atualizado em 17/10/2016 às 18:17
Show whatsapp image 2016 10 15 at 18.27.59
Motorista não possui CNH e os pneus do veículo estavam carecas. (Divulgação)
Kelly Melo Manaus (AM)

O motorista da pick-up que capotou na rodovia AM 010, no município de Itacoatiara, e matou quatro pessoas, entre elas um bebê de um mês, deixando outras 12 pessoas feridas, foi autuado em flagrante por homicídio doloso (quando há intenção de matar).  A informação foi confirmada pelo delegado do município, Paulo Barros, nesta segunda-feira, 17. 

O motorista do veículo foi identificado como  Aldevan Benezar Moreira, 36, que também ficou ferido e recebeu alta durante a manhã. Ele estava internado no Hospital José Mendes. 

Conforme Paulo Barros,  Aldevan “assumiu o risco do acidente” por ter cometido ao menos três graves infrações: ele não possui carteira nacional de habilitação (CNH), os pneus do veículo estavam carecas e trafegava na caminhonete em alta velocidade com a lotação acima do permitido. Das 16 pessoas que estavam no carro, 10 seguiam a viagem na carroceria da pick-up. 

Infrações
O delegado explicou que o grupo estava retornando para a sede do município, após saírem do sítio que pertencia ao patrão de Aldevan, o comerciante José Cledson Pereira Rates, 80, uma das vítimas que morreu no acidente. 

Ainda de  acordo com o delegado, o motorista foi interrogado durante toda a manhã e informou que no percurso da volta, um dos pneus da caminhonete estourou e ao realizar uma curva, ele perdeu o controle do veiculo que capotou. "As pessoas que estavam na carroceria caíram na estrada e as que estavam dentro do carro, foram cuspidas. Como houve uma série de imprudências, o motorista assumiu esse risco e por isso foi autuado em flagrante”, disse o delegado. Aldevan foi encaminhado ao presídio do município. 

Estado de saúde
Dos 12 sobreviventes do acidente, apenas quatro (um adulto, uma adolescente e duas crianças) continuam internados no Hospital  e Pronto-Socorro João Lúcio e no HPS Joãozinho. O estado mais grave é do Jonas Seixas Galvin, 8, que teve uma fratura exposta em uma das penas. As demais vítimas que foram atendidas no HPS José Mendes, em Itacoatiara receberam alta. 
 

Publicidade
Publicidade