Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
REIVINDICAÇÕES

Motoristas da Uber paralisam contra cobrança de taxa da empresa em Manaus

Segundo o representante da categoria, 30% dos motoristas na capital aderiram a paralisação. A reportagem testou o aplicativo e não notou alterações na tarifa dinâmica



agora_uber_80E2E1D2-97B0-42CD-8747-018C193D6CDF.JPG
Foto: Reprodução/Internet
08/05/2019 às 12:26

Motoristas do aplicativo de transporte Uber paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (8), em Manaus, reivindicando a diminuição no valor da taxa cobrada pela empresa para condutores. A organização do movimento estima que 30% da categoria da capital desligou o aplicativo para não receber corridas. A ação faz parte de uma greve iniciada nos Estados Unidos e que está tendo adesão em estados do Brasil.

O representante dos motoristas pelo aplicativo em Manaus, Alexandre Matias, afirmou que os condutores da capital estão fazendo a paralisação "velada" para não serem prejudicados pela empresa. Segundo ele, o movimento começou por volta das 00h de hoje e deve ser concluído ainda nesta tarde.

"Não é possível fazer manifestação, porque ainda estamos na fase da regularização e não cairia muito bem. Alguns motoristas decidiram fazer de forma velada para não serem prejudicados e desligaram os aplicativos", disse o representante.

Alexandre também afirmou que os motoristas de Manaus estão insatisfeitos com as taxas cobradas pela empresa. "A taxa cobrada pela Uber aumentou demais. Temos registro que a empresa está cobrando até 40% do valor da corrida, isso afeta muito os motoristas", completou.

Mesmo com a paralisação, a reportagem testou o aplicativo Uber na manhã de hoje e não notou demora na busca por motoristas ou alterações na tarifa dinâmica do APP. Até o final de 2018, cerca de 40 mil motoristas estavam cadastrados na Uber, em Manaus.

Ação nacional

Motoristas do serviço de transporte por aplicativo resolveram agir no mundo e em todo o Brasil por conta da abertura de capital (IPO, na sigla em inglês) da empresa na Bolsa de Valores de Nova York. 

Segundo o site IG, a ação afeta motoristas em muitos estados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Tocantins, Pernambuco, Espírito Santo e Bahia, além de países como Inglaterra, Escócia, Irlanda, entre outros.

Ainda segundo a publicação, os profissionais que trabalham com a empresa alegam que o processo de IPO não mudará a remuneração pelo trabalho, ao passo que vai enriquecer a empresa.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de empresa da Uber e aguarda posicionamento sobre o caso.

News amanda00 fbdf33e9 57d8 4f3d 9b50 fe9771f08596
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.