Terça-feira, 25 de Junho de 2019
REFORÇO

Motoristas de apps em Manaus vão participar de agendas da CPI dos Combustíveis

Medida foi adotada após motoristas de aplicativos de transporte realizarem um protesto em frente à Assembleia Legislativa do AM cobrando providências da CPI



protesto_17A8A99D-FCDD-4139-ABC9-51A85750BC47.jpg Foto: Reprodução/Internet
11/06/2019 às 15:16

Após protesto dos motoristas de aplicativos de transporte nesta terça-feira (11), a categoria participará de agendas públicas da CPI dos Combustíveis. O anúncio foi dado pela presidente da CPI, deputada estadual Joana D’arc (PL), após reunião com cinco representantes dos motoristas na manhã de hoje.

“Tivemos uma ótima conversa. Pudemos alinhar alguns pontos. Lembrando que a CPI têm agendas sigilosas para resguardar o sucesso das investigações. Os motoristas vão trabalhar em parceria conosco e outros órgãos”, disse a parlamentar.

Na manhã desta terça-feira, motoristas de aplicativos realizaram manifestação na Avenida Mário Ypiranga, em frente à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), contra o aumento do preço da gasolina nos postos de combustível da cidade. A categoria também buscava uma resposta dos membros da CPI dos Combustíveis da ALE-AM que, desde abril, investiga a possível existência de cartel no postos de combustíveis em Manaus.

A deputada afirmou que, apesar da diminuição no valor de revenda do litro do combustível, a queda não se reflete na bomba. “Nós estamos fiscalizando. Infelizmente por conta do nosso sistema e das proteções constitucionais que existem nesse livre mercado a gente não conseguiu refletir na bomba a diminuição. Vamos fiscalizar, convocar distribuidoras, postos de combustíveis, está nas ruas com os órgãos de fiscalização para exigir que o consumidor tenha um valor acessível e justo visto que já teve a diminuição pelas refinarias”,  disse.

Audiência

De acordo com a presidente da CPI, a fase de oitivas (audição) de testemunhas serão realizadas ainda nesta semana. “Elas já foram convocadas. Não podemos divulgar agora, apenas depois. Está acontecendo oitiva de postos, distribuidoras, refinarias e do Sindicato dos Combustíveis do Amazonas (Sindicombustíveis-AM).

Instalada em abril, a CPI tem como objetivo investigar três objetivos principais: o possível alinhamento nos preços dos combustíveis (cartel) nos postos e distribuidoras; as diferenças dos preços praticados na capital e interior; e a composição do preço de venda.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.