Publicidade
Manaus
TRÂNSITO

Motoristas desafiam fiscalização e descumprem normas para estacionar

Infrações cometidas pelos condutores vão desde paradas em lugares com sinalização de proibição até em faixas de pedestres. Manaustrans afirma que desenvolve operações para combater a prática 10/09/2017 às 20:24 - Atualizado em 10/09/2017 às 20:27
Show esta
Veículo estaciona na faixa da direita, atrapalhando o ônibus, na av. Brasil (Foto: Winnetou Almeida)
Alik Menezes Manaus (AM)

Diante da falta de fiscalização, motoristas insistem em estacionar em locais onde o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) proíbe na capital amazonense. A certeza da impunidade e o péssimo hábito de infringir e desafiar as leis de trânsito podem ser vistos diariamente em diversas zonas da cidade.

Na avenida Djalma Batista, no bairro São Geraldo, condutores estacionam, sem qualquer medo de serem multados, em frente a duas agências bancárias, apesar das placas proibirem a prática. A vendedora Talita Gama Cruz, 28, contou que a atitude dos motoristas é comum e faz críticas. “Eles acham que isso é natural, que é normal, dão uma paradinha para ir ao banco, sacar um dinheiro ou fazer qualquer outra operação. Mas estão cometendo uma infração. Como a gente pode cobrar uma melhor conduta dos políticos se o povo mesmo burla as leis? Ao lado das duas agências bancárias tem estacionamento, mas eles não querem pagar”, contou.

Placas ignoradas

Na Avenida Brasil, localizada no bairro Compensa, na Zona Oeste da capital, o problema se repete em vários trechos da rua. Os motoristas estacionam em locais sinalizados com placas que proíbem estacionar, mas a determinação é completamente ignorada pelos condutores, que descem dos veículos para fazer compras em diversas lojas da rua.

“Tendo placa sinalizando ou não, eles estacionam sem medo. Todos os dias é essa mesma novela, às vezes sobem até nas calçadas, atrapalhando as pessoas que passam pela ou que vão atravessar a rua. Mas isso não tem jeito mais, é uma causa perdida. A população é sem educação e não respeita lei”, disse o estudante de agronomia Jan Carlos Leonidas, 21.

Pedestres ‘expulsos’

Na avenida Leonardo Malcher, no Centro, os motoristas estacionam seus veículos em cima da calçada de uma drogaria. A atitude dos condutores é alvo de duras críticas de pedestres, que são obrigados a arriscar a própria vida andando pelas ruas. “Todos os dias a situação é a mesma aqui. Os caras colocam os carros em cima da calçada e os pedestres são expulsos para as rua, correndo o risco de serem atropelados”, contou.

Sem medo dos fiscais

Semana passada, minutos após os agentes de trânsito do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) multarem motoristas que estacionaram no canteiro central da avenida Ayrão, os casos de infração se repetiram.

Os motoristas esperaram apenas os agentes irem emborar e voltaram a estacionar no canteiro central, que é proibido pelo CTB, e atrapalhando o trânsito na rua, que ficou apenas com uma faixa.

Prática irregular incentivada

Outra questão que agrava o problema dos estacionamentos em local proibido é a presença de flanelinhas, que muitas vezes estimulam os motoristas a estacionarem em locais proibidos, como a reportagem de A CRÍTICA constatou acontecer na avenida Ayrão e em outros locais visitados. Os guardadores de carros ainda cobram a partir de R$ 2 pelo serviço.

Fiscalização

O Manaustrans informou que o órgão desenvolve várias operações de rotina, diariamente, para combater estacionamento proibido e várias irregularidades praticadas por condutores no trânsito. O trabalho de fiscalização dos agentes de trânsito ocorre em postos fixos ou itinerantes, com o apoio de motocicletas e carros. Mas, até o fechamento desta edição, o órgão não informou o quantitativo de multas aplicadas a condutores por estacionamento em locais proibidos.

Publicidade
Publicidade