Domingo, 19 de Maio de 2019
VALORES ABUSIVOS

Motoristas de aplicativo fazem manifestação contra aumento da gasolina em Manaus

O grupo chegou a interditar duas faixas da avenida Torquato Tapajós. Eles se encaminharam para a sede do Procon-AM, na avenida André Araújo, Aleixo



manifesta__o_de_uber_2C98214F-3B14-4BBE-A096-7486C82D879F.JPG
Os motoristas percorreram várias ruas da cidade na manhã de hoje (Foto: Divulgação)
22/03/2019 às 09:40

Motoristas de aplicativos de transporte iniciaram na manhã desta sexta-feira (22), em Manaus, uma manifestação na avenida Torquato Tapajós, sentindo Centro/bairro, Zona Norte, contra o aumento do preço da gasolina nos postos de combustível da cidade.

Segundo manifestantes, o grupo chegou a interditar duas faixas da avenida Torquato. Por volta das 9h, eles se encaminharam para a sede do Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM), na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul, para pedir que o órgão apure o aumento abusivo.

"Os motoristas de aplicativo, 99, Uber, entre outros, resolveram se reunir contra o aumento abusivo de combustível. Estamos fazendo um protesto na Torquato Tapajós, disse o motorista, Jaide Gonzaga, de 47 anos.

Ontem, o Portal A Crítica já havia noticiado que o Procon Manaus iria à Justiça contra o aumento do preço da gasolina de forma combinada em postos de Manaus. Anteontem, quarta-feira (20), a comercialização do produto saltou de R$ 3,99 para R$ 4,59. Um aumento de sessenta centavos.

“O motivo de nós levarmos este assunto à Justiça foi por conta da identificação de uma ação coordenada dos postos sobre os valores que prejudica o mercado e não possibilita o consumidor a opção da escolha por valores mais em conta”, afirmou Rodrigo Guedes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.