Publicidade
Manaus
Manaus

Mototaxista é preso suspeito de raptar e estuprar estudante de 11 anos

Na delegacia, o homem de 21 anos confessou o crime e disse que a garota consentiu o ato 27/08/2013 às 13:53
Show 1
Um funcionário da escola particular, situada na rua 13 de Maio, no bairro Coroado II, desconfiou da ação e fotografou a ação do suspeito
Bruna Souza e Thiago Monteiro Manaus, AM

O mototaxista Pedro Filho da Silva Nunes, de 21 anos, foi preso suspeito de raptar uma menina de 11 anos na porta de uma escola na Zona Leste e depois estuprá-la em um motel localizado no Centro de Manaus na manhã desta terça-feira (27). O suspeito, que prestava serviços para o pai da vítima, confessou que manteve relação sexual com a menor, mas que o ato libidinoso teria sido praticado depois do consentimento da criança.

Segundo o soldado Erinaldo Pereira, da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a estudante disse aos policiais que foi abordada por Pedro, por volta das 7h, assim que desceu da condução escolar na porta da escola. “Ele ameaçou matar o pai da jovem, se a mesma não subisse na motocicleta Fan, de cor preta e placa NOQ-4772”, disse.

Um funcionário da escola particular, situada na rua 13 de Maio, no bairro Coroado II, desconfiou da ação e fotografou a ação do suspeito. Após a abordagem, Pedro levou a menina até um motel, situado na avenida 7 de Setembro, onde manteve relações sexuais. Após consumar o ato, o suspeito retornou com a jovem até a escola, por volta das 10h, onde a deixou e foi embora

Professores e funcionários chamaram a menina para uma conversa, onde a mesma afirmou que havia sido estuprada. A polícia foi acionada e conseguiu prender Pedro na rua Buriti, no bairro Ouro Verde, também na Zona Leste de Manaus.

Segundo a delegada titular do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Tatiana Feijó, o homem confessou o crime e disse que a garota consentiu o ato. Ele disse ainda que usou preservativo durante a relação e que não se tratou de um estupro.

De acordo com familiares, Pedro prestava serviços para o pai da vítima que é padeiro e disseram, ainda, que há suspeitas de sua participação em outros crimes sexuais. A afirmação não foi confirmada pela polícia. Feijó salientou que vai investigar o motel - que não teve o nome divulgado - para onde o suspeito levou a criança, já que a mesma é menor de idade e ainda estava usando o fardamento escolar quando adentrou o local.

O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e será encaminhado ainda nesta tarde à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pesso, no Centro.

Publicidade
Publicidade