Publicidade
Manaus
Manaus

Mototaxistas protestam mais uma vez em frente ao MPE para cobrar licitação da categoria

Mês passado, o Ministério Público do Estado pediu a suspensão da licitação após encontrar irregularidades no processo e a Prefeitura de Manaus acatou decisão não publicando lista final de aprovados 20/10/2015 às 12:46
Show 1
Cerca de 50 mototaxistas esperam, do lado de fora do MPE-AM, pelo resultado da reunião que discute a não divulgação da lista final de aprovados no processo licitatório
acritica.com Manaus (AM)

Pouco mais de um mês depois de centenas de mototaxistas protestarem em frente à sede do Ministério Público do Amazonas (MPE-AM), na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, o grupo voltou ao órgão na manhã desta terça (20) para pedir esclarecimentos sobre a suspensão do processo de licitação da categoria.

Mês passado, a Prefeitura de Manaus, por meio da Superintendênca Municipal de Transportes Urbanos, acatou a recomendação do promotor de justiça Ronaldo Andrade, da 78ª Promotoria de Justiça da Defesa do Patrimônio Público (Prodeppp), não publicou a lista final da concorrência pública 01/2015, referente à licitação dos mototaxistas. O promotor disse ter encontrado indícios de irregularidades no processo.

Hoje, os representantes dos mototaxistas foram recebidos pelo promotor de justiça Edilson Queiroz Martins, que está substituindo o promotor Ronaldo Andrade. Os mototaxistas querem a continuação da licitação e legalização dos que foram aprovados no processo.

Após a reunião com o promotor Edilson Queiroz, uma audiência foi marcada com o procurador-geral de justiça (PGJ), Carlos Fábio Monteiro, e realizada hoje mesmo, às portas fechadas. Até a publicação desta matéria, a assessoria de imprensa do MPE não havia divulgado informações sobre a reunião com o PGJ e a decisão sobre a licitação dos mototaxistas em Manaus.

Publicidade
Publicidade