Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Manaus

Movimento está abaixo do esperado em balneários e praias do outro lado da Ponte Rio Negro

Nem mesmo as férias escolares e a chegada do fim de ano foram capazes de movimentar locais, que ainda assim mantinham bom fluxo de banhistas



1.jpg Localizada em Iranduba, a Praia do Açutuba se transformou em um dos principais balneários da região, especialmente depois da inauguração da Ponte Rio Negro
21/12/2014 às 20:46

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

As férias não estão sendo tão agradáveis para os donos de balneários da área metropolitana de Manaus, especificamente os que ficam na rodovia AM-070, a Manoel Urbano (que liga Manaus aos municípios de Iranduba e Manacapuru) e ramais. O movimento de banhistas e consumidores de alimentos está bem abaixo do esperado, considerando o período de férias escolares e a penúltima semana do ano.
 
Localizado a 23 quilômetros da rodovia, o balneário “Três Irmãos”, que vende peixe criado no local, recebeu muito mais clientes no dia 21 de dezembro de 2013 do que ontem.
 
“Não sei se é por causa das chuvas, mas o movimento está menor que nos outros anos. Espero que melhore. A média de público nos finais de semana fica entre 1.600 pessoas. Estamos oferecendo mais serviços, como a exposição de peixes, e quem vier aqui sempre será bem atendido”, defende o segurança Jenilton Ramos, 40.
 
Com ele concorda, em todos os sentidos, o operador de máquinas Gabriel Soares, 46, que presta serviços para o proprietário do balneário. “O clima está muito instável e isso faz com que as pessoas fiquem com medo de sair de casa por causa da chuva. Tem outro detalhe: antes da ponte (Rio Negro) os clientes eram mais de Iranduba e de Manacapuru. Agora, a maioria vem de Manaus”, esclarece Soares.




Com a inauguração da ponte Rio Negro, que liga Manaus a Iranduba, a praia do Açutuba, localizada num ramal da rodovia Manoel Urbano, tornou-se uma febre para os manauaras. Até então, era um balneário comum, frequentado mais pelas populações vizinhas. Hoje, tem seis bares, que também são restaurantes, além de oferecerem serviços alternativos.

O empresário Emerson Corrêa Lopes, 27, possui um restaurante no local há seis anos e tem toda a propriedade para avaliar o nível de frequência ao balneário. “Antes da ponte vinham, no máximo quarenta pessoas, agora o fluxo ficou intenso, em torno de três mil pessoas por final de semana. No ano passado veio mais gente, mas não afeta muito o faturamento. O pessoal começa a chegar a partir de nove horas da amanhã. Já chegamos a receber caravanas de trinta ônibus, só num domingo”, relata Emerson.

Açutuba

Localizada no Município de Iranduba, a 27 km de Manaus, a Praia do Açutuba, depois da inauguração da Ponte Rio Negro, tornou-se num dos principais atrativos do Estado. Aos sábados e domingos, o balneário chega a atrair a presença de até 2.000 pessoas.

Durante a semana, o movimento é reduzido. Mas, ainda assim, os curiosos colocam o “pé na estrada” para curtir um banho de praia e as delícias da culinária regional, oferecidas pelos seis restaurantes instalados na orla da praia. O acesso ao balneário também pode ser através do rio.

Parada

Apesar do nível do rio ainda estar baixo, muita gente continua estacionando o carro no início da ponte Rio Negro (sentido Iranduba/Manaus) para tomar banho, observar a imagem da cidade de Manaus, ou pescar.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.