Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Movimentos sindicais e populares reivindicam por moradias e direitos na sede da Prefeitura de Manaus

Entre as associações em reivindicação está o Centro de Referência de Amparo à Mulher (CRAMER), que tem mais de 3 mil pessoas associadas e reivindica por moradia e mais investimentos à construção de casas populares


24/04/2013 às 09:45

<!-- /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}-->Mais de cem membros de movimentos sindicais e populares se reuniram na manhã desta quarta-feira (24) para a reivindicar melhorias em diversos setores sociais, como saúde, transporte e fornecimento de água. A manifestação ocorreu em frente à sede da Prefeitura de Manaus, na Avenida Brasil, Zona Oeste da cidade.

Entre as associações em reivindicação está o Centro de Referência de Amparo à Mulher (CRAMER), que tem mais de 3 mil pessoas associadas e reivindica por moradia e mais investimentos à construção de casas populares.

Os professores foi outra categoria presente na mobilização representados pela Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e o Movimento de Luta Popular (MLP). Os docentes reivindicam piso salarial nacional, aumento salarial de 30%, e punição ao assédio moral praticado por diretores de instituições de ensino.

Os reivindicantes alegaram que um dos objetivos é falar com o prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, ainda nesta quarta. Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação da Prefeitura de Manaus (Semcom) ainda não há informações que confirmem a reunião do prefeito com os manifestantes nesta data.

publicidade

*Com informações do repórter Nelson Brilhante

#Mais informações na edição impressa do jornal A CRÍTICA desta quarta-feira (24).

publicidade
publicidade
Prefeitura do Rio de Janeiro inicia demolição de prédios na Muzema
MP-AM vai investigar casos de nepotismo na Prefeitura e Câmara de Barreirinha
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.