Publicidade
Manaus
Manaus

MP-AM aguarda laudo do Ipaam sobre suposta contaminação de igarapé com restos mortais

Órgão tem até o próximo dia 11 de junho para entregar o resultado que vai dizer se resíduos líquidos não tratados pelo IML resultantes de necrópsias são despejados no local 25/05/2015 às 19:15
Show 1
MP-AM aguarda resultado do laudo
acritica.com ---

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) tem até o próximo dia 11 de junho para entregar ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) laudo sobre suposta contaminação ambiental provocada por despejo de resíduos líquidos não tratados resultantes de exames de necrópsia feitos pelo Instituto Médico Legal (IML). As informações são da assessoria do MP-AM.

O caso está sendo investigado pela 53ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (53ª Prodemah). “A partir do laudo, sendo constatadas irregularidades, solicitaremos diligências complementares. É preciso apurar, com muito cuidado as responsabilidades deste caso”, disse a titular da 53ª Prodemaph, a Promotora de Justiça Maria das Graças Gaspar de Melo.

A possibilidade de contaminação foi um dos problemas identificados em inspeção feita pela 61ª Promotoria de Controle Externo de Atividade Policial (61ª Proceap) no IML. Por se tratar de matéria de natureza ambiental, o titular da Promotoria, o Promotor de Justiça João Gaspar Rodrigues, encaminhou o caso às promotorias de Meio Ambiente.

Moradores dos arredores do IML denunciaram, à imprensa, até mesmo a existência de fragmentos de corpos humanos em um igarapé das proximidades do prédio do IML, que fica localizado no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

O MP-AM ressaltou que a inspeção da Proceaps é periódica e ocorre em todas as unidades policiais da capital.

Publicidade
Publicidade