Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Manaus

Mulher corre de assaltantes e é morta com tiro no rosto no bairro Petrópolis, em Manaus

Vítima tinha saído de aniversário na casa dela para comprar cigarro, quando foi abordada por dupla em moto. Ela teria tentado correr antes de ser baleada



1.jpg
Suzy Medeiros Basílio tinha 29 anos
13/01/2016 às 10:54

A autônoma Suzy Medeiros Basílio, 29, foi assassinada com um tiro no rosto em frente a sua residência, localizada na rua São Pedro, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus, na noite de terça-feira (13). A suspeita é de latrocínio (roubo seguido de morte).

As informações são do relatório da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que irá investigar o caso. Consta no registro que dois homens em uma motocicleta a abordaram com intuito de roubar o celular, mas a mesma teria tentado correr e foi alvejada com o tiro no rosto.

A prima dela, Bruna Priscila, 24, contou que Suzy havia saído de casa apenas para comprar um cigarro em uma taberna nas proximidades quando foi abordada pelos assaltantes. Segundo ela, os suspeitos estavam encapuzados e de capacete. Os dois fugiram e não levaram nenhum pertence da vítima.

“Ontem foi meu aniversário e estávamos todos aqui na casa dela (vítima) comemorando, quando ela saiu apenas para comprar um cigarro para fumar, quando foi abordada por esses homens”, explicou.

Segundo relatório do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), registrado na DEHS, a dupla já havia feito outros assaltos na área, usando uma motocicleta modelo Falcon vermelha de placas não identificadas. Uma câmera de vigilância de um estabelecimento comercial na rua pode ajudar nas investigações.

Suzy deixou uma filha de 10 anos. O enterro dela será no cemitério Tarumã, Zona Oeste. O caso já está sendo investigado pela DEHS, mas até o momento ainda não havia pistas sobre o crime.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.