Terça-feira, 18 de Junho de 2019
sem condições

Mulher de 58 anos é detida por manter abatedouro de aves clandestino na AM-010

Durante a operação "Abatedouro do Mal", Polícia Civil encontrou animais mortos em caixas junto com aves vivas. Mulher irá responder por maus-tratos a animais e crime contra a relação de consumo



WhatsApp_Image_2019-03-12_at_15.46.52_F27EB6CB-F0B5-4A65-8666-F67E1E32CE4C.jpeg Foto: Divulgação
12/03/2019 às 19:43

Uma mulher de 58 anos foi detida, nesta terça-feira (12), denunciada por manter um abatedouro clandestino de aves na rodovia estadual AM-010 (Manaus-Itacoatiara). Ela foi detida durante a operação policial denominada “Abatedouro do Mal”.

De acordo com o delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), a ação foi deflagrada após o recebimento de denúncias anônimas, que levaram as equipes até um sítio localizado no quilômetro 35 da rodovia estadual AM-010.

“Após chegarmos no local, nos deparamos com aves aprisionadas e irregularidades no processo de abatimento. Encontramos 12 caixas que mantinham 20 aves, sem qualquer condição. Ao retirarmos as aves, descobrimos outras aves mortas dentro das caixas. Um verdadeiro descaso com esses animais que comoveu todos os envolvidos na operação”, disse.

Conforme o titular da Decon, a mulher responsável pelo sítio não apresentou licença sanitária para o funcionamento. Em razão disso, foi arbitrada multa à infratora e o local lacrado. Conduzida ao prédio da especializada para os procedimentos cabíveis, a mulher irá responder a Inquérito Policial por maus-tratos a animais e crime contra a relação de consumo.

Eduardo Paixão pede que todos que identificarem abusos no trato de animais em matadouros, denunciem no prédio da Decon ou na Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.