Publicidade
Manaus
DENÚNCIA

Mulher entra em coma após receber injeção em hospital de Manaus, dizem familiares

Giselle Rabello Sebastião está há oito meses internada em uma Unidade Terapia Intensiva (UTI), após, segundo familiares, receber a aplicação inadequada de uma injeção 09/01/2019 às 17:54 - Atualizado em 09/01/2019 às 19:18
Show mulher em coma 13ca681c 2509 4b59 8641 00677913d91c
Foto: Divulgação
Karla Mendes Manaus (AM)

A dona de casa Giselle Rabello Sebastião,de 32 anos, está internada há oito meses em uma Unidade Terapia Intensiva (UTI) da Fundação Hospital Adriano Jorge, localizado na Avenida Carvalho Leal, Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, após,segundo familiares, receber a aplicação inadequada de uma injeção durante sua internação em junho do ano passado.

De acordo com a irmã da vítima, Geovana Rabello, na época, a mulher estaria em uma gravidez de risco, quando teve que ser internada no Instituto da Mulher e Maternidade Dona Lindu, no bairro Adrianópolis, Zona Centro- Sul de Manaus.

“Ela entrou no hospital falando e andando, e aparentemente estava tudo normal. Depois da injeção que uma enfermeira aplicou ela deu um grito e depois apagou. Viram que ela entrou em coma e ela foi transferida para o Hospital Balbina Mestrinho e de lá ficou internada por cinco meses na UTI”, contou. “Após três meses internada, ela perdeu o bebê e foi para o hospital Adriano Jorge, onde está até hoje”.

Geovana explica que questionou os médicos a respeito do produto aplicado em Giselle, mas o hospital alega que as complicações não surgiram após a aplicação do produto. “Agora ela até acordou, mas ainda não esta falando e respira com a ajuda de aparelhos. Ela se movimenta bem pouco e só consegue nos escutar”.

Susam

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) e aguarda uma nota comentando o caso.

Publicidade
Publicidade