Publicidade
Manaus
Manaus

Mulher que cortou barriga de grávida fará exame mental

O exame, autorizado pela Justiça, foi solicitado pela defesa de Dayana Pires, acusada de cortar barriga de grávida para roubar bebê 02/04/2013 às 10:11
Show 1
Dayana Pires cortou a barriga de uma grávida de 9 meses para roubar seu bebê
acritica.com ---

Presa acusada de cortar a barriga de uma mulher grávida para roubar o bebê, Dayana Pires, 21 deve realizar nesta terça-feira (02) de manhã um exame de sanidade mental no Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro.

O exame, autorizado pela Justiça, foi solicitado pela defesa de Dayana, que alega que ela sofre de transtornos mentais e, por isso, atacou a dona de casa Odete Ferreira, cortou a barriga dela com uma lâmina de barbear, e fugiu com a criança, deixando Odete desacordada dentro da casa de Dayana, no Mauazinho, Zona Leste, no mês de setembro do ano passado.

De acordo com o juiz de Direito Mauro Antony, com essa “manobra” dos advogados de Dayana, o processo ficará suspenso até a entrega do laudo, que deve levar 15 dias. Após esse prazo, o laudo será encaminhado ao Fórum Henoch Reis e, depois, ao magistrado, que vai decidir se Dayana será levada a Júri Popular ou não. Caso seja comprovado que Dayana sofria de transtornos mentais quando cometeu o crime, ela não poderá ficar presa, explicou Mauro Antony.

Em janeiro, a Justiça do Amazonas terminou de colher os depoimentos de todas as testemunhas envolvidas no caso e Dayana foi a última a ser ouvida.

Enquanto Dayana passa por uma avaliação psicológica, Odete e a filha, hoje com seis meses, tentam esquecer a “quase” tragédia, que comoveu toda a cidade. A família dela vive com dificuldades em um barco, por falta de dinheiro para alugar uma casa.

Publicidade
Publicidade