Publicidade
Manaus
Manaus

Mulher se livra de estupro com golpes de arte marcial

O suspeito correu para cima da mulher e tentou estuprá-la, mas a vítima acabou reagindo usando golpes de artes marciais, aprendidos por ela em  aulas para defesa pessoal 12/04/2013 às 18:58
Show 1
Emerson é detento do Compaj, onde cumpre pena por roubo no regime do semiaberto, e teria saído poucas horas antes de cometer a tentativa de estupro
Bruna Souza e Thiago Monteiro Manaus, AM

A dona de casa Ariani da Silva Aguiar, 34, conseguiu se livrar de uma tentativa de estupro depois de travar luta corporal e utilizar alguns golpes de artes marciais. Emerson Natal Santos, 20, foi apresentado pela polícia na manhã desta sexta-feira (12) após ser reconhecido pela vítima em uma parada de ônibus no ramal do Areal, localizado na BR-174.

Ele foi reconhecido após invadir a casa da vítima na última quinta-feira (11), ameaçando-a com um canivete. Emerson tentou estuprá-la, mas foi surpreendido pela reação da dona de casa. Ariani informou à polícia que desconfiou do suspeito que estava rondando as residências da Comunidade lago Azul, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte da cidade, durante a manhã. Ela pediu para que ele saísse do local, ameaçando que chamaria a polícia.

Em depoimento, a dona de casa disse que entrou em casa e, depois de alguns minutos, foi surpreendida por Emerson dentro da residência. Ele estava com uma algema e um canivete nas mãos. O suspeito correu para cima da mulher e tentou estuprá-la, mas como Ariani possui noções de artes marciais, por ter feito aulas para defesa pessoal, ela reagiu e os dois travaram uma luta corporal.

De acordo com a polícia, Ariani disse que o homem deixou cair o canivete e depois de ver que estava perdendo a briga, fugiu para um matagal próximo do local.

Policiais militares da Força Tática foram acionados e conseguiram efetuar a prisão durante a tarde de quinta-feira em uma parada da comunidade. Na delegacia foi descoberto que Emerson é detento do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde cumpre pena por roubo no regime do semiaberto. Ele teria saído poucas horas antes de cometer a tentativa de estupro contra a dona de casa.

A delegada titular do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde o caso foi registrado, Ana Cristina Braga, salientou a importância das vítimas não reagirem durante os crimes com o objetivo de preservarem suas vidas.

“Neste caso a vítima ficou ilesa, apenas com hematomas no corpo pela luta corporal, pois tinha noções de golpes de arte marcial, mas a polícia orienta que as pessoas não reajam durante assaltos ou outras circunstâncias de crimes”, declarou.

Emerson foi autuado pelos crimes de lesão corporal, invasão de domicílio e tentativa de estupro e será encaminhado novamente ao Compaj. A delegada solicitou da justiça a regressão de regime do semiaberto para o fechado.


Publicidade
Publicidade