Publicidade
Manaus
CENTRO

Mulheres protestam no Largo contra a PEC que criminaliza o aborto em todos os casos

A Proposta de Emenda à Constituição 181 pretende criminalizar o aborto em todos os casos no Brasil, inclusive após estupros 13/11/2017 às 19:15
Show pec 123
Foto: Evandro Seixas
Vitor Gavirati Manaus (AM)

Um grupo de aproximadamente 60 pessoas (entre mulheres e homens) se reuniu no começo da noite desta segunda-feira (13), no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus, para protestar contra a Proposta de Emenda à Constituição 181 (PEC 181), que pretende criminalizar o aborto em todos os casos no Brasil, inclusive após estupros.

A PEC 181, de autoria do senador Aécio Neves (PSDB), originalmente ampliava o aumento dos direitos trabalhistas para as mães de bebês prematuros. No entanto, uma intervenção da bancada religiosa da Câmara dos Deputados fez com que a PEC criminalizasse o aborto no Brasil.

Atualmente, a Constituição Brasileira permite abortos em casos de estupro, anencefalia e risco de morte à mãe. Essa possível mudança na Legislação é o que desagrada os manifestantes. “O que era para ser maravilhoso, dando direito às mulheres, se tornou realmente um ‘Cavalo de Tróia’”, disse Alessandrini Santos, 25, que participou do protesto, fazendo alusão ao apelido que a PEC ganhou.

Objetivo

Segundo outra manifestante, Renata Targino, 28, a intenção do protesto era ampliar a discussão sobre a PEC 181 em Manaus. “Nós estamos acompanhando a agenda nacional. Diversas capitais e cidades do interior do Brasil realizaram manifestações hoje”, explica.

A PEC passou pela Comissão Especial no último dia 8 de novembro com 18 votos a favor e um contra. O próximo passo da PEC é a votação no plenário. Para ser aprovada nessa fase, é necessário obter no mínimo 308 votos a favor.

Ainda de acordo com Alessandrini, ela enviou mensagem questionando o posicionamento dos 18 deputados que votaram a favor da PEC 181 e nenhum deles respondeu. Segundo ela, isso reflete o comprometimento dos políticos com as mulheres.

Outras manifestações

O mês de novembro está sendo marcado por discussões feministas em Manaus. No próximo sábado (18), às 16h, no Largo São Sebastião, acontece um evento com intervenções artísticas para discutir o feminicídio.

No dia 25, data em que é celebrado o Dia Nacional de Combate à Violência Contra a Mulher, será realizada uma manifestação para chamar a atenção da sociedade para o problema. O manifesto acontece na Praça da Polícia, às 15h.

Publicidade
Publicidade