Publicidade
Manaus
Manaus

Músico bate em esposa com violão e é preso no momento em que, distraído, tocava o instrumento

Homem estava no bar quando a mulher chegou da igreja e perguntou o motivo da bebedeira. Ele ficou irado e a espancou  07/08/2015 às 17:15
Show 1
O caso foi registrado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP) na Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.
Kamyla Gomes Manaus (AM)

O músico Elivaldo Marques de Melo, de 32 anos, foi preso após agredir a sua esposa, também música, com um violão. Ele acertou a cabeça dela com três golpes. Após ser denunciado pela vítima, o homem foi encontrado pelos policiais tocando o instrumento que utilizou para agredir a mulher.

De acordo com a Polícia Civil, o fato ocorreu na noite da última quinta-feira (6), por volta de 00h, na rua Junco da Praia, Comunidade Gustavo Nascimento, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

Em depoimento, a vítima alegou que chegou da igreja e viu o marido no bar consumindo bebida alcoólica. Quando ele foi para a casa, ela disse que questionou  o motivo da bebedeira e então iniciou uma discussão.

Ela relatou que o marido a empurrou e começou a bater na sua cabeça com o violão na cabeça. A mulher ficou bastante ensaguentada. O homem só parou a agressão quando os filhos o interviram. 

Segundo a polícia civil, após a agressão, o homem fugiu de casa e a vítima acionou os policiais do Ronda no Bairro, que passavam pelo local. Ela informou aos PMs que desconfiava que o marido teria fugido para a casa da mãe dele, que morava nas proximidades casa deles.

Os policiais foram atrás do homem e o encontraram no meio do caminho, Após a equipe se deslocar para realizar as buscas pelo suspeito, o encontraram no meio do caminho tocando violão, o mesmo que usou para quebrar a cabeça da sua esposa.

Os policiais prenderam e levaram o músico para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado. Elivaldo confessou o crime e foi autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal.

Foi fixada uma fiança no valor de R$ 800,00 e, como o músico não tinha dinheiro para pagar, ele foi encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, Centro de Manaus.

Publicidade
Publicidade