Publicidade
Manaus
Manaus

Mutirão recupera Praça da Saudade, no Centro de Manaus

Com ajuda da população, que doou materiais de limpeza e até água, voluntários da Semmas limparam pichações de monumentos 18/06/2015 às 09:42
Show 1
Além do apoio, voluntários receberam água e materiais de limpeza de moradores
Isabelle Valois ---

Funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas) alocados no parque dos Bilhares realizaram um mutirão na manhã de ontem para limpar as pichações da praça 5 de setembro, Centro, mais conhecida como praça da Saudade. Para ajudar na remoção das pichações, moradores do entorno da praça doaram material de limpeza e água aos voluntários.

O gerente do parque dos Bilhares, Paulo Victor da Silva, contou que, neste ano, esta é a segunda vez que ele e equipe realizam o mutirão na praça da Saudade. “Somos responsáveis em manter os Bilhares em ordem, mas quando outro local público que tenha monumento é alvo de vandalismo, se tivermos o material para a limpeza, ficamos à disposição para realizar o mutirão”, explicou.

O gerente informou que a equipe não realizou a ação antes por causa da falta de material apropriado para a retirada das pichações. “Sabemos que a praça da Saudade sempre foi alvo de vandalismo. No período de um ano realizamos em média de quatro a cinco mutirões de limpeza, e ainda não é o suficiente”, reforçou.

Paulo Victor explicou que, por causa das reduções de custo na secretaria, desta vez eles não tiveram o material suficiente para realizarem a limpeza, mas receberam doações de vizinhos da praça. “Estamos no período de redução de custo, mas não é por falta de material de limpeza que vamos deixar de realizar os mutirões. Sempre que fazemos a limpeza na praça da Saudade os moradores de alguma forma colaboram com materiais de limpeza e até água para os voluntários”, disse.

Fiscalização

O gerente e organizador do mutirão garantiu que enviou um pedido para prefeitura solicitando a presença da guarda municipal na praça durante 24 horas por dia. “Creio que esta será uma das soluções para evitar o vandalismo. Outra é que os próprio pichadores, quando flagrados, sejam responsáveis pela limpeza do patrimônio”.

Desde a última segunda-feira, a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) também esteve na praça da Saudade realizando a limpeza, enquanto a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) trocou as luminárias depredadas da praça.

Vandalismo acontece mais à noite

Os guardas municipais que atuam na área do centro e que acompanhavam o mutirão explicaram que esses atos de vandalismo acontecem sempre no período da noite.

Conforme os policiais, a guarnição que está de plantão deve realizar a guarda de meia em meia hora em cada área municipal. Após as 19h, não há mais a ronda e é neste período que os vândalos aproveitam para depredar os locais públicos.

Um dos guardas, que preferiu não se identificar, contou que um dos sérios problemas que a Guarda Civil encontra é a falta de efetivo.

“Se tívessemos mais guardas municipais, haveria fiscalização no período noturno, mas infelizmente isso não é possível, e é neste período que os monumentos são alvo do vandalismo”, reforçou.

Depois da reforma

Após décadas de abandono, a praça 5 de setembro (Praça da Saudade) foi reinaugurada em 2008 e sua estrutura passou por um resgate histórico. Mas, nos últimos anos, a população tem evitado frequentar o local por causa dos assaltos que vêm ocorrendo na região, além da depredação que ocorre diariamente por pichadores.


Publicidade
Publicidade