Publicidade
Manaus
Manaus

Na Semana do Peixe, tambaqui será vendido a R$ 5 o quilo em Manaus

Os peixes, que terão em média dois quilos, serão comercializados no Feirão da Sepror, na Zona Norte de Manaus 12/09/2013 às 17:55
Show 1
Feirão da Sepror comercializa produtos de agricultores amazonenses com o intuito de incentivar a venda e o consumo
acritica.com* Manaus (AM)

A Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), por meio da Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa), vai comercializar nesta sexta-feira (13) mais de 4 toneladas de tambaqui ao preço de R$ 5 o quilo.

O pescado será vendido no Feirão da Sepror, localizado no Parque Eurípedes Lins, na avenida Torquato Tapajós, bairro Tarumã, Zona Norte da capital. O peixe, que terá em média 2 quilos, começa a ser comercializado a partir de 8h.

Segundo o secretário de Produção Rural, Eron Bezerra, o preço está muito abaixo do praticado em feiras e supermercados da cidade. O preço médio do quilo do tambaqui, de acordo com o Eron, varia entre R$ 6 e R$ 7.

“Mesmo fora dessa ação, que ocorre em todo o País, o Feirão da Sepror já comercializava o pescado a um preço mais baixo do que o praticado nas feiras da cidade. E amanhã (sexta-feira) o tambaqui vai estar mais barato ainda, como uma forma de incentivar o consumo do peixe em nossa região”, destaca.

A iniciativa, segundo o secretário de Produção Rural, é importante para o desenvolvimento do setor no Estado. Eron lembra que a Sepror já realiza um trabalho deste tipo com o Projeto Peixe Popular que faz parte do Programa Sócio-cultural da Sepror e foi criado em 2007.

Um dos objetivos do projeto, além de levar o pescado a um preço mais acessível à população de baixa renda, é evitar que o excedente da produção do pescado no Amazonas vá parar no lixo. No Peixe Popular, a Sepror assegura a venda de espécies como o pacu e o jaraqui ao preço de R$ 1 o quilo.

Semana do Peixe

A ação faz parte da Semana do Peixe, criada pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) com o intuito de incentivar o consumo de pescados no Brasil. As ações em todo o País tiveram início na primeira semana de setembro e seguem até o final desta quinzena.

Uma das principais propostas é reunir supermercados, restaurantes, Prefeitura e Estado em uma ação conjunta para facilitar o acesso ao pescado, que tem o preço reduzido dentro da Semana do Peixe.

*Com informações da assessoria de comunicação da Sepror

Publicidade
Publicidade