Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
PRODUÇÃO INDUSTRIAL

'Não tivemos declaração contra', afirma superintendente da ZFM

Alfredo Menezes comemorou, ao fazer balanço do desempenho da ZFM, o fato de, segundo ele, no 2º semestre, o modelo não ter sido atacado. Ele não apresentou, contudo, os números dos últimos doze meses



alfredo_menezes_0BB59A46-4ADD-4064-A889-1AEF706629D6.JPG Foto: Divulgação
27/12/2019 às 07:19

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) apresentou ontem o balanço do seu desempenho econômico em 2019. Um total de 9.500 novos empregos diretos, projetados para os próximos três anos, foram divulgados, advindos de US$ 1,1 bilhão aprovado nas três reuniões do conselho administrativo da Suframa (CAS), no segundo semestre deste ano. Esse valor corresponde a 144 projetos industriais e serviços deliberados pelo conselho.

O superintendente Alfredo Menezes – indicado pelo presidente Jair Bolsonaro em dezembro passado – fez uma  avaliação positiva do primeiro ano de sua gestão. “Resgatamos a autoestima nossa e do investidor. Ele está confiante na economia e no governo”, disse Menezes, destacando incrementos na política comercial exterior.



Em meio à guerra comercial entre Estados Unidos e China, quando também o presidente Donald Trump aumentou as tarifas sobre metais no Brasil, Menezes enfatizou a boa relação com os dois países. Questionado sobre a redução de incentivos no polo de concentrados de bebidas, no início do ano, ele disse que tem conversado com todos e estado “atento à lei que trouxe certa insegurança”.

“Nos últimos 30 dias, estamos com uma interlocução direta para minimizar todo o prejuízo, a ansiedade. Estamos trabalhando diretamente no Ministério da Economia, e creio que vamos chegar a um bom termo como chegamos em julho”, disse Menezes, referindo-se ao ajuste do CAS, após um semestre de indefinição. Sobre os chamados ataques contra a Zona Franca de Manaus, ele continuou:

“Nos primeiros seis meses, no ‘desembocar’ do ataque víamos várias incertezas (contra o ministro Paulo Guedes), e pessoas dizendo que não ia dar certo. O importante é que estamos trabalhando, e vocês não perceberam que neste semestre não tivemos nenhuma declaração contra”, acrescentou.

Agroindústria

Para o ano que vem, um dos primeiros passos é o Distrito Agroindustrial, previsto em Rio Preto da Eva, área da ZFM. Menezes relatou que o último ponto foi o estudo acertado pelo governo do Estado a ser feito, numa reunião de dois meses atrás.

Os segmentos com maior crescimento de janeiro a setembro foram têxtil, faturando R$ 126, 5 milhões, metalúrgico, com R$ 5,8 bilhões, e ótico, com R$ 333 milhões. Eletroeletrônicos somou nesse período R$ 19,8 bilhões e duas rodas, R$ 16, 2 bilhões, sendo os dois maiores do Polo Industrial de Manaus. A média mensal de empregos no ano ficou com 86.412.

News nicolas marreco 93b3b368 d59c 4897 83f6 80b357382e56
Jornalista
Formado pela Faculdade Boas Novas. Pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Imprensa e Mídias Digitais. Com passagens por outros veículos locais, hoje atua nas editorias de política e economia de A Crítica. Valoriza relatos humanizados e contos provocativos do cotidiano.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.