Publicidade
Manaus
ANÚNCIO

Nefrologia do HUGV poderá fazer transplante renal até o fim do ano, diz ministro

Durante visita a Manaus, o ministro de Educação Rossieli Soares também anunciou que recursos serão encaminhados para a Ufam para reforma da Faculdade de Educação 05/10/2018 às 13:55 - Atualizado em 05/10/2018 às 15:52
Show hugv agora fd168af9 e3b8 46f4 a0a7 563eea59d6ad
O hospital foi inaugurado em dezembro de 2016, para atender a população do Estado (Fotos: Euzivaldo Queiroz)
Karol Rocha Manaus (AM)

Até o final deste ano, a nefrologia do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) estará concluída e pronta para realizar transplante renal. Este foi um dos anúncios feitos na manhã desta sexta-feira (5) pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, em visita a Manaus. A destinação de recursos para a reforma da Faculdade de Educação (Faced) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) também foi anunciada pelo ministro.

“Nós temos duas coisas importantes: uma é a reforma da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas que pessoalmente é a prioridade, porque é lá que se formam os nossos professores que vão cuidar das nossas crianças e jovens no futuro. Estamos liberando R$ 1,6 milhão para isso e  também recursos para o Hospital Universitário HUGV”, explica o ministro.

O Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV)  é vinculado a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e foi reinaugurado em dezembro de 2016. As obras de ampliação do complexo hospitalar continuarão e são prioritárias para o Ministério da Educação (MEC), de acordo com o ministro.

“Nós já havíamos nos comprometido com a ampliação do hospital, acelerando as obras, e as condições para que a nefrologia funcionar, e ela será inaugurada ainda esse ano no início de dezembro. A nova área vai aumentar a capacidade do hospital e dar condições mais ideais. Isso será tão importante que nosso hospital HUGV vai passar a fazer transplante renal o que, hoje, nenhum hospital público está fazendo”, ressalta  Rossieli.

Segundo o ministro, a contratação de profissionais será feita tanto para o setor de nefrologia quanto para a UTI pediátrica. “Precisamos ter a UTI pediátrica funcionando efetivamente, nós vimos a grande estrutura que tem o hospital para o funcionamento da UTI e precisava de pessoal. Agora conseguimos liberar para o hospital esses profissionais”, explicou.

Inauguração

O Superintendente do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), ortopedista Júlio Mário de Melo e Lima, afirmou que o novo setor de nefrologia atenderá os pacientes com mais dignidade e segurança.

“Nós tivemos problemas na nefrologia do hospital, problemas sérios que a responsabilidade nossa nos impunha não levar isso adiante, então nós tivemos que encerrar o serviço temporariamente para construir um outro novo serviço, porque o mais importante é a vida do nosso paciente. Estava parado desde o ano passado até agora, porque era desagradável, mas não foi por nossa vontade”, disse.

Agora, a expectativa é de que cirurgias como transplante de rins possam ser realizadas pelo hospital universitário. “Além de melhorarmos a nefro, vamos fazer com que possamos ‘startar’ o programa de transplante renal no Estado, onde somos carentes. Vamos trazer equipes para que possamos desenvolver o transplante aqui no hospital. O ministro me deu uma tarefa, ele disse que ate o final do mandato dele ou seja, ate o final deste ano, nós teremos que resolver isso. Ele cumpriu com a parte dele e agora eu tenho que cumprir com a minha”, destacou o superintendente do HUGV.

O ministro da Educação cumpre ainda agenda na tarde desta sexta-feira (5). Ele inaugura dois ginásios do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), o Ginásio do Campus, em Maués, e outro em Parintins.

Publicidade
Publicidade