Publicidade
Manaus
Terceira Idade

Dados de pastoral indicam que idosos sofrem negligência e maus-tratos em Manaus

Dados da Pastoral da Pessoa Idosa indicam que crimes cometidos dentro da própria casa são mais comuns em Manaus 15/06/2016 às 10:33
Show idoso
No Parque do Idoso, ação levou alegria e um toque de beleza para as frequentadoras no Dia Nacional de Conscientização (Euzivaldo Queiroz)
Isabelle Valois Manaus (AM)

Negligências e maus-tratos da família continuam a predominar entre os casos registrados de violência contra o idoso em Manaus, porém outros crimes como furtos, roubos e até estupros tem feito parte do cotidiano de muitos dos que estão na fase conhecida como “Melhor Idade”. A informação foi repassada pela coordenadora arquidiocesana de Manaus da Pastoral da Pessoa Idosa, Cristina de Souza Santos, 72, que nos últimos 10 anos tem destinado um trabalho voluntário de orientação e acompanhamento de idosos.

Os dados do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) informam que em 2015 foram registrados mais de 9 mil casos de crimes contra idosos no Amazonas que envolve todos os tipos de ocorrência. De janeiro até maio deste ano, o Sisp registrou uma média de 3 mil casos. 

Conforme Cristina, a violência acontece com bastante frequência, porém muitos idosos tem medo de denunciar com receio de a consequência desta denúncia se reflita em um possível afastamento da família. “Quando chegamos nessa idade, queremos aproveitar tudo o que a vida tem a nos ofertar. Muitas das vezes a aposentadoria ou a pensão torna o alvo de brigas dentro da moradia é preciso que todos tenham consciência e não transforme a vida do idoso em turbulência”, explicou.

A coordenadora arquidiocesana contou que a maioria dos casos de negligências e maus-tratos com os idosos está relacionado ao dinheiro e a renda familiar, pois boa parte dos casos os filhos se apossam do cartão dos idosos, retiram o dinheiro e não repassam nada para eles. “É direito dele de ter o dinheiro, o dinheiro é dele. A família precisa compreender isso e não transformar essa situação em problema. O idoso precisa ter uma alimentação diferenciada, praticar um exercício, ir ao médico, comprar remédio e o dinheiro que recebe deve ser destinado a isso”, detalhou.

Polícia

A titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Idoso (Decci), Ivone Azevedo, informou que este ano, na especializada já foram registrado 310 ocorrências consideradas típicas de procedimento policial, além de 150 casos atípicos que não estão em situação criminal, mas necessita de um acompanhamento psicossocial. 

Todo tipo de violência deve ser denunciada. Para isso, o Disque 100 funciona 24 horas por dia, recolhendo denúncias. Trata-se de um serviço gratuito e a identidade de quem denuncia é preservada. Denúncias também podem ser feitas pelo Disque 165 (PADI) ou pelo(92) 3214-5800 da especializada.

Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa tem caminhada e ações sociais em Manaus

Como hoje é o Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, a coordenação do Parque Municipal do Idoso e o Instituto Doutor Thomas, irão realizar uma caminhada de conscientização à violência. A programação inicia às 8h e saírá de frente da sede da Fundação, Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul. Desde segunda-feira, as duas unidades tem promovido palestras, ações sociais para marcar o dia da conscientização.

Para a aposentada Maria da Conceição Santos Souza, 77, é necessário reforçar a conscientização em todos os dias do ano. “Quando me aposentei, quase entro em uma depressão, pois me sentia inútil até mesmo para os meus filhos, mas desde que conheci meus direitos  sou muito feliz”, disse.

Publicidade
Publicidade