Publicidade
Manaus
Zona Leste

Nem a igreja escapa da ação de marginais e assaltantes no bairro Zumbi dos Palmares

Em menos de uma semana, criminosos assaltaram três vezes a Igreja São Mateus, além de depredar áreas sacras 10/06/2016 às 20:20 - Atualizado em 12/06/2016 às 07:37
Show igreja
Desde o início do ano a igreja São Mateus foi assaltada dez vezes / Foto: Euzivaldo Queiroz
Isabelle Valois Manaus (AM)

Só este ano, a igreja católica São Mateus, da  Área Missionária Santos Mártires, no Zumbi dos Palmares, Zona Leste, registrou 10 Boletins de Ocorrência (BO) de furtos. Nesta semana, a igreja foi arrombada três vezes. Além de levarem bens materiais, os vândalos deixaram um recado escrito na parede com fezes informando que retornariam e cometeriam novamente os delitos.

Por causa da ameaça e por se sentirem inseguros, os comunitários irão realizar amanhã, às 9h, uma manifestação em frente a igreja para pedir providências e segurança para comunidade, pois o problema não se destina somente à igreja, mas residências, comércios e demais estabelecimentos.

Porém a igreja católica tem sido o alvo principal dos bandidos. De acordo com a irmã da congregação da Divina Providência, Valmi Bohn, que atua diretamente na comunidade, a igreja tem sido alvo por causa dos arraias que vem ocorrendo nos últimos meses. “Toda igreja realiza arraial, e nos últimos finais de semana realizamos o nosso. Para esta semana, iríamos até realizar um bingão, mas não sei se vamos conseguir, pois com o último arrombamento da igreja, levaram os prêmios que iriam ser sorteado”, relatou.

A irmã Valmi contou que o último arrombamento ocorreu na madrugada de quarta-feira para quinta passada. Nenhum morador próximo à igreja relatou ouvir barulhos, porém os maiores cadeados da igreja foram serrados e as portas arrombadas. Além dos brindes do bingo, os bandidos chegaram a levar uma quantia em dinheiro não revelada, notebooks, impressora e até o retroprojetor.

Sacrário arrombado

Antes desta última situação, a capela da igreja também foi alvo do vandalismo. A secretária paroquial Priscila Dávila, contou que até o sacrário, onde guardam as partículas consagradas na missa, também foi arrombado. “Eles (bandidos) deixaram as partículas, que é o Corpo de Cristo, tudo jogado pelo chão. Além de toda igreja e secretaria bagunçada. Documentos, boletins, livros, tudo que se possa imaginar jogado e desarrumado. Parecia que um furacão tinha passado”, relatou.

Não satisfeito só com o arrombamento e os furtos, os vândalos fazem as necessidades dentro da igreja e com as fezes deixam o aviso que irão voltar. “E realmente eles tem voltado. Nesta semana foram três vezes. E toda vez que a igreja é arrombada, realizamos o BO, mas até o momento nada foi feito. Acredito que estão esperando haver algo mais grave para tomar a providência, pois a situação está pior a cada dia que passa”, disse a secretária.

Nos últimos meses, a residência das irmãs da congregação da Divina Providência, que fica ao lado da igreja São Mateus, também foi vítima de arrombamento. Botijas de gás, materiais de limpeza e campinagem foram furtados.

Presos em maio

Em maio, o 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP) realizou a prisão de dois suspeitos em cometerem delitos relacionados com o furtos em igreja. Em depoimento, os suspeitos confessaram o crime.

Reforço na segurança no Zumbi

O titular do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Cícero Túlio, responsável pela fiscalização da área, informou que nos últimos meses as igrejas, tanto católica como protestantes, têm sido alvo de vandalismo e furtos.  Por causa disso, o 25º DIP, juntamente com a Secretaria Adjunta de Operações Especiais (Seaop), estão realizando patrulhamento em conjunto nas madrugadas  para inibir a prática como também buscar suspeitos dos relatos.

“Estamos realizando o monitoramento em viaturas descaracterizadas, mas desde que recebi o padre responsável pela igreja de São Mateus, tenho pedido que a 25ª Cicom (Companhia Interativa Comunitária) reforce a ronda nas proximidades da igreja. Estamos investindo em operações para inibir essas práticas”, disse.

Publicidade
Publicidade