Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
REINTEGRAÇÃO DE POSSE

'Nenhuma família do Monte Horebe ficará desamparada', diz Wilson Lima

“Nós vamos pagar um valor de R$ 600 para essas famílias até que se encontre uma solução definitiva de moradia para elas", disse o governador durante posse do novo defensor-geral do Estado



eecb371c-b40b-4a1d-b3d7-c3cdddd4bbc5_DC63982F-7C71-436C-B364-4A0F854A626F.jpg Foto: Junio Matos
02/03/2020 às 11:09

O governador Wilson Lima (PSC) disse que a Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) tem papel importante na ação de reintegração de posse que está sendo realizada na invasão Monte Horebe, Zona Norte de Manaus, nesta segunda-feira (2). Além disso, Wilson Lima afirmou que o governo vai dar assistência às famílias do local. 

“Nós vamos pagar um valor de R$ 600 para essas famílias até que se encontre uma solução definitiva de moradia para elas; seja a doação de um lote, através de estudo se essa família tem ou não condição de fazer a construção de uma casa, seja através da entrega de um apartamento ou outra solução em consenso entre Governo do Estado e as famílias”, explicou o governador. 



A declaração foi dada antes da solenidade de posse do novo defensor-geral do Estado, Ricardo Paiva, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. Segundo o governador, o trabalho de reintegração foi planejado há 10 meses e o objetivo é de oferecer dignidade aos moradores da área.

O governador acrescentou que a ação foi planejada em conjunto com a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB), Defensoria Pública e  Defesa Civil.


Local está ocupado irregularmente desde 2015. Foto: Jan Nogueira

Ele acrescentou que as forças de segurança entraram no terreno para que houvesse o domínio da área para libertar os ocupadores do controle dos traficantes e criminosos do local.

"Nossas equipes estão em campo, juntamente com a Defensoria Pública, para que as famílias sejam registradas e recebam o apoio do governo. Nenhuma família que mora no Monte Horebe ficará desamparada. As casas em que haviam famílias e utensílio domésticos foram preservadas. As estruturas que foram derrubadas não tinham nenhum tipo de habitação ", disse o governador.

O novo defensor-geral do Amazonas, Ricardo Paiva, afirmou que a intervenção do governo do Estado na invasão Monte Horebe foi realizada para assegurar moradia digna às pessoas que ocupam o terreno.

"O papel da Defensoria vai ser sempre olhar com mais atenção para cada uma das minorias e para as mulheres, idosos, crianças e adolescentes. No Monte Horebe, o defensor Rafael Barbosa está conduzindo toda a atuação da Defensoria e o órgão vai continuar no lado da população para que essa desocupação preserve as normas internacionais dos direitos humanos", disse o defensor.

Desocupação Monte Horebe



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.