Publicidade
Manaus
Manaus

No dia Dia Internacional do Doador de Sangue, Hemoam orienta voluntários

A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de chamar atenção da população para a importante missão de salvar vidas 14/06/2013 às 14:57
Show 1
A voluntária, Jacqueline Costa, perdeu as contas das vezes que doou sangue
Gabriele Bessa Manaus

Desde o ano de 2004, o dia 14 de junho foi estabelecido como o Dia Internacional do Doador de Sangue. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de chamar atenção da população para a importante missão de doar sangue para salvar vidas.

Na manhã desta sexta-feira (14), a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (HEMOAM), realizou uma pequena comemoração, com palestras e dicas importantes de como ser um doador.

Anualmente, cerca de 93 milhões de bolsas de sangue são coletadas em todo o planeta, segundo dados da OMS. Entretanto, algumas pessoas desconhecem os procedimentos.

Segundo a assistente social da Fundação, Noemy Prante, os serviços oferecidos a população estão cada vez melhores, os equipamentos estão mais adaptados e o processo de doação muito mais rápido.

Como doar

No ato da doação, são coletados 400ml de sangue e duas amostras para testes médicos. Noemy, que atua há mais de 20 anos na casa, enfatiza que o serviço é gratuito, sendo que o trabalho é do banco de sangue público do Amazonas, e que além das doações de sangue diárias, doenças hematológicas também são tratadas no local.

“O processo demora em média 1 hora, entre o cadastro do paciente, exames e orientações. No dia 6 de maio, 6 mil candidatos foram avaliados, sendo que 4.720 estavam aptos para a doação, o restante que infelizmente não foi aprovado, foi liberado com as devidas explicações. Assim o trabalho é realizado todos os dias, os doadores passam por triagens médicas antes do sangue chegar ao paciente”, diz a assistente social. Na hora do processo de doação, são coletados 400mls de sangue e duas amostras para testes médicos.

A doação de sangue é um gesto tão simples, que pode ajudar os pacientes a se recuperarem mais rápido de alguns procedimentos médicos. Nos casos de maior complexidade, como o transplante de órgãos, há necessidade de uma quantidade maior de sangue, pois o paciente que passou pelo procedimento necessita repor o sangue perdido.

Doadores

De acordo com a auxiliar administrativa, Jacqueline Costa Campos, 28, sua iniciativa surtiu efeito desde que conheceu a campanha do Hemoam. “Eu já perdi as contas das vezes que doei sangue, é bom ajudar as pessoas que precisam com um gesto tão simples. Uma vez minha irmã fez uma cirurgia e precisou de sangue e eu me fiz a seguinte pergunta: será que o meu sangue ajudou minha Irmã de alguma forma?”, destacou a jovem.

Os militares Francio Almeida, 37, e Geovani Lima, 19, também estavam doando sangue no local. Francio contou que doa sempre que necessário e parabenizou o trabalho da Fundação. “O atendimento aqui é ótimo e o processo é muito rápido, estou no intervalo do meu trabalho e já estou indo embora, tirar uma hora do seu dia para participar de um ato solidário não custa nada. As pessoas precisam ser mais humanas e doarem sangue sem qualquer interesse”, diz o militar.

Geovani doou sangue pela primeira vez e se surpreendeu com o resultado

Já Geovani doou sangue pela primeira vez. “Eu tinha medo de doar, pois não conhecia os procedimentos, eu pensei que doía, que demorava, mas não era nada como imaginei, fui muito bem tratado e estou muito feliz por ajudar a salvar vidas”, contou o jovem.

Conheça o processo de doação de sangue

Condições básicas: Sentir-se bem, com saúde; Apresentar documentos no ato da doação; Pesar acima de 50kg; Ter entre 16 e 67 anos de idade.

Recomendações para o dia da doação: Nunca doar em jejum; Repouso mínimo de 6hs na noite anterior; Não ingerir bebidas alcoólicas na 12hs anteriores; Evitar fumar por, pelo menos, 2hs antes da doação; Evitar alimentos gordurosos.

Quem não pode doar? Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade; Mulheres grávidas ou que estejam amamentando; Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, hepatite, sífilis e Doenças de Chagas; Usuários de drogas; Aqueles que tiveram relacionamento sexual, com múltiplos parceiros, nos últimos 12 meses.

A data comemorativa é de total importância para conscientizar a população, mas a equipe do Hemoam destaca que está com as portas abertas de segunda à sábado, de 07h30 as 18hs, esperando os voluntários.

Publicidade
Publicidade